Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Professor de 48 anos beija, envia nudes e marca encontro com aluna de 13 fora da escola em SP

Após relatos, mãe criou perfil falso em rede social, se passou pela filha e foi ao local no lugar da menina, onde flagrou o criminoso

São Paulo|Camila Joseph*, da Agência RECORD


Mãe da vítima de 13 anos se passou pela filha e flagrou o suspeito Reprodução/Record

Uma família denunciou, por abuso e assédio sexual, um professor de educação física de uma escola municipal de Embu das Artes, na região metropolitana de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (10). O docente, de 48 anos, é suspeito de beijar uma menina de 13 num ponto cego do colégio, além de enviar fotos íntimas e marcar um encontro fora da instituição de ensino para não levantar suspeitas.

A tia da garota explicou que sobrinha está no 7º ano de uma escola municipal localizada na Estrada de Itapecerica — Campo Limpo. Ela afirma que a jovem desapareceu na madrugada de domingo (7), e as amigas entraram em contato para informar que a garota poderia estar com o professor de educação-física.

As jovens disseram aos familiares que o docente tinha comportamentos íntimos com a garota — entre eles, presentes, chocolates e até selinhos na boca. Após os relatos, a tia conta que a mãe da menor criou um perfil em uma rede social, se passou pela filha e mandou mensagem ao suspeito, que não desconfiou das interações.

Leia mais

Ele marcou um encontro com a menina (no caso, a mãe que se passava pela filha) para a última terça-feira (9). Os pais da menina foram ao local e o identificaram à distância.

Publicidade

Beijo de professor em aluna

O homem afirmou à polícia, conforme o boletim de ocorrência, que trabalha na instituição de ensino há cerca de 15 dias e numa rede particular de academias.

Disse ainda que começou uma relação com a menina após se beijarem no final da aula, em um ponto cego da câmera da escola, e que conversavam em marcar um encontro fora.

Publicidade

O suspeito relatou que a menina já disse que já tinha feito relações sexuais com maiores de idade e que ficar com ele seria super liberal.

Envio de fotos íntimas

Ademais, o professor disse que recebeu um pedido de nudes nas mensagens e encaminhou o que tinha no celular. Em seguida, foi ao local marcado.

Publicidade

O suspeito informou que deu um beijo de verdade na vítima e que já teve relações com outra menina em 2019, com 13 anos na época.

À polícia, disse que sofre de compulsão por sexo e não consegue recusar quando lhe é oferecido.

Professor tem mulher e filha

A tia da vítima disse que o advogado do suspeito, a mulher e uma filha de 2 anos do casal também compareceram à delegacia. Ele foi ouvido e responderá em liberdade.

Os celulares do docente foram apreendidos, e o caso foi registrado como importunação sexual na Delegacia da cidade de Embu das Artes.

Vítima volta para casa

Além disso, a tia da garota afirmou que, ainda na terça-feira, a sobrinha voltou para casa, mas não contou com quem estava e o motivo do sumiço.

Para denunciar o suspeito, a tia da garota ainda fez vídeos e publicou numa rede social. Também recebeu informações de que o suspeito já cometeu o mesmo crime com menores de idade e alunas da academia em que também trabalha.

A RECORD pediu informações à SSP (Secretaria de Segurança Pública) e à Prefeitura de Embu das Artes. Assim que houver resposta, o conteúdo será adicionado à reportagem.

*Sob supervisão de Isabelle Gandolphi, da Agência RECORD

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.