Saúde Baixo desempenho da criança na escola pode ser sinal de dislexia 

Baixo desempenho da criança na escola pode ser sinal de dislexia 

Disléxico não consegue associar o símbolo gráfico e as letras ao som que elas representam

Baixo desempenho da criança na escola pode ser sinal de dislexia 

A dislexia é diagnosticada a partir dos oito anos de idade

A dislexia é diagnosticada a partir dos oito anos de idade

Getty Images

Crianças com dificuldade de aprendizagem na escola, má alfabetização e falta de concentração podem ser vistas pelos pais e professores como desinteressadas e, até mesmo, preguiçosas. No entanto, o desempenho negativo na sala de aula pode ser sinal de dislexia — distúrbio que afeta a capacidade de ler e escrever.

De acordo com o neurologista do Hospital São Luiz Jabaquara e Hospital da Criança Paulo Breinis, a dislexia é um distúrbio do funcionamento do cérebro que afeta o processamento linguístico.

― Devido a falhas nas conexões cerebrais, o disléxico não consegue associar o símbolo gráfico e as letras ao som que elas representam, o que dificulta à escrita, leitura e soletração.

A dislexia é diagnosticada a partir dos oito anos de idade por meio de testes aplicados por uma equipe multidisciplinar formada por neuropsicólogo, pedagogo, psicólogo e fonoaudiólogo, antes desta faixa etária não é possível analisar o quadro com total precisão.

― Quanto mais tarde a dislexia for identificada, mais difícil ficará a alfabetização da criança. Além disso, o insucesso na sala de aula pode resultar em depressão e baixa autoestima.

Doença rara deixa estudante completamente paralisada

Por se tratar de uma doença genética, Breinis afirma que o problema não tem cura e é necessário entender as limitações de quem sofre.

― O tratamento da síndrome não é feito com medicação, mas sim com acompanhamento de pedagogos e fonoaudiólogos. Esses profissionais ensinam a criança a escrever e ler de acordo com suas restrições.