Saúde É normal sentir cólica? Entenda as causas e quando procurar o médico

É normal sentir cólica? Entenda as causas e quando procurar o médico

Ginecologista explica que existem dois tipos de dores; se houver outros sintomas ou incapacidade de fazer atividades do dia a dia, é preciso investigar

  • Saúde | Brenda Marques, do R7

A cólica menstrual é uma dor pela contração do útero durante o período de descamação do endométrio (tecido que reveste o útero), parcialmente eliminado durante a menstruação. Se a sensação for incapacitante e vier accompanhada de outros sintomas, como náusea e diarreia, exige uma investigação médica, segundo a ginecologista e obstetra Leryane Marques Blaszkowski..

"O músculo do útero, chamado miométrio, se contrai e, com isso, diminui sua própria oxigenação. É como se ele estivesse sendo torcido", explica.

A dor pode ocorrer com a menstruação ou entre um e três dias antes dela, de acordo com o Manual Merck de Diagnóstico e Terapia. O nome técnico da cólica é dismenorreia. Ela pode ser primária ou secundária.

Cólica pode ser sintoma de doenças

"A dismenorreia primária é a dor normal, causada pela menstruação", afirma Leryane. No entanto, se o incômodo vier acompanhado de outros sintomas e for incapacitante, a ponto de a mulher não conseguir trabalhar ou ir à escola, o mais provável é que seja dismenorreia secundária, segundo a médica.

É esse tipo de dor que pode ser causada por alguma doença. Dentre elas, endometriose, adenomiose, cistos e miomas.

"A dor pode vir acompanhada de náusea, vômito, aumento do fluxo menstrual, diarreia e fadiga. A menina pode até desmaiar de dor. Então, tem que ir ao hospital", orienta a ginecologista. "[A dor] começa durante a menstruação e depois pode ocorrer fora dela", acrescenta.

Cólica incapacitante precisa ser investigada por ginecologista

Cólica incapacitante precisa ser investigada por ginecologista

Freepik/Reprodução

Como aliviar a dor

Fazer exercícios físicos, colocar bolsas de água quente na região do útero e não consumir cafeína em excesso estão entre as recomendações de Leryane para aliviar a cólica menstrual.

"A bolsa de água quente dilata os vasos, faz com que chegue mais sangue, o que melhora a oxigenação local e alivia a dor", explica. Já a cafeína - presente no café, chá mate e coca-cola, por exemplo - causa o efeito oposto, constringe os vasos e piora a dor. 

Medicamentos anti-inflamatórios, analgésicos e antiespasmódicos (que impedem a contração do músculo) também ajudam. A orientação da ginecologista é que a paciente tome o remédio entre dois e três dias antes da menstruação, a fim de evitar a dor.

"A pílula anticoncepcional também melhora a dor, porque se não há menstruação, não há cólica", observa.

Leryane aconselha que as meninas sejam levadas ao médico assim que começarem a menstruar ou até mesmo antes disso. "Ela deve ser informada para entender o que está acontecendo e não se sentir mal".

Últimas