Coronavírus

Saúde O que você precisa saber sobre o uso da CoronaVac em crianças de 3 a 5 anos

O que você precisa saber sobre o uso da CoronaVac em crianças de 3 a 5 anos

Após aprovação da Anvisa, pais querem saber quando a vacina estará disponível, se é segura, quantas doses; confira as respostas

Agência Estado

Resumindo a Notícia

  • CoronaVac usa tecnologia de vírus inativo e é segura para crianças de 3 a 5 anos
  • Crianças poderão tomar duas doses do imunizante com intervalo de 28 dias
  • Produto usado nos pequenos vai ser o mesmo e na mesma quantidade do usado em adultos
Fora do Brasil, a imunização de crianças abaixo dos 5 anos já é uma realidade

Fora do Brasil, a imunização de crianças abaixo dos 5 anos já é uma realidade

Hannah Beier/Reuters - 21.06.2022

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou a aplicação da vacina CoronaVac, contra a Covid-19, em crianças de 3 a 5 anos. Algumas cidades, como o Rio de Janeiro, já começaram a aplicar o imunizante nessa faixa etária. 

A vacina, no entanto, ainda não está disponível no Brasil todo. A infectologista pediátrica Thais Fink afirma que é "extremamente necessário" vacinar essa faixa etária. "Hoje a Covid-19, em virtude do número de casos, é uma das principais doenças infectocontagiosas que estão internando e até levando a óbito crianças no Brasil", disse a médica em entrevista à Rádio Eldorado.

Veja algumas dúvidas sobre a imunização dos pequenos. 

Qual vacina contra Covid foi autorizada pela Anvisa para as crianças entre 3 e 5 anos?

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou por unanimidade a vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, para essa faixa etária.

A formulação da CoronaVac para essa faixa etária é diferente?

Não. A formulação é a mesma da que é aplicada no Brasil em crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos e adultos acima de 18 anos.

Quantas doses serão aplicadas nas crianças de 3 a 5 anos?

A CoronaVac deve ser administrada em duas doses, com 28 dias de intervalo, assim como já acontece em outras faixas etárias.

A vacina é segura para essa faixa etária?

Sim, a vacina é segura. A Anvisa se baseou em estudos feitos no Chile, na África do Sul e em países da Ásia, onde já é aplicada nessa faixa, para atestar a eficácia e a segurança do imunizante. "Há dados muito robustos sobre a segurança da CoronaVac em todas as faixas etárias. É um método de vacinação muito consagrado", afirma Thais Fink.

É possível que ocorram reações adversas?

Segundo a área técnica da Anvisa, a CoronaVac apresenta baixo volume de reações adversas para a faixa etária pediátrica. Quando há alguma reação, na maioria das vezes ela é leve. Nesses casos, o paciente apresenta vermelhidão no braço, dor no local onde a vacina foi aplicada e cansaço. As reações são as mesmas registradas nos adultos e nas crianças de outras faixas etárias que já estão autorizadas a tomar o imunizante.

Quando a CoronaVac começa a ser aplicada em crianças de 3 a 5 anos?

O responsável por incluir a vacina no PNI (Programa Nacional Imunizações) é o Ministério da Saúde. O órgão foi procurado pelo Estadão, mas até a noite da quarta-feira (13) não havia informado quando terá início a imunização de crianças entre 3 e 5 anos. Em entrevista ao Estadão, o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, disse que informações obtidas pelo governo dão conta de que o Instituto Butantan não descarta a possibilidade de importar as doses da CoronaVac da China pela celeridade da vacinação do novo público.

Que outras vacinas contra a Covid-19 já são aplicadas em crianças no Brasil?

A própria CoronaVac está liberada desde janeiro para crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos. A dose pediátrica da Pfizer foi liberada pela Anvisa, também no começo deste ano, para crianças acima de 5 anos.

Câmara hiperbárica recupera nariz necrosado após procedimento estético; veja como jovem está hoje

Últimas