Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Tecnologia e Ciência
Publicidade

Estudo alerta: turbulências se tornarão cada vez mais imprevisíveis e perigosas

Acentuadas por mudanças climáticas, as agitações de 'ar claro' não são detectadas por radares de avião e podem ser as mais fortes

Tecnologia e Ciência|Matheus Borges*, do R7


Uma pesquisa recente mostra que as turbulências em voos vão acontecer com mais frequência e serão mais intensas do que o normal, devido ao aumento das temperaturas da superfície do planeta.

No entanto, isso não vale para qualquer tipo de turbulência, e sim para aquela chamada de "ar claro", que acontece quando o céu está limpo e sem nuvens e normalmente é invisível ao radar dos aviões.

Paul Williams, coautor do estudo e cientista atmosférico da Universidade de Reading, disse que eles estudaram esse fenômeno por mais de dez anos e agora têm evidências que sugerem que a intensificação já começou.

"As companhias aéreas precisarão começar a pensar em como administrarão o aumento nas turbulências", completou Williams.

Publicidade

Por causa de ferimentos, atrasos, danos e desgaste de aviões, as agitações em voos custam milhões de dólares anualmente às companhias aéreas. Por isso, é natural que elas fiquem ainda mais preocupadas com um possível encarecimento dos voos.

Turbulências irão aumentar
Turbulências irão aumentar

As turbulências de ar claro são as mais difíceis em que navegar, já que o radar das aeronaves detecta as gotículas de água no ar para identificar uma possível tempestade com tremores no avião. No entanto, quando não há nuvens formadas, o sistema não registra nenhum tipo de anormalidade.

Publicidade

Esse fenômeno se forma devido às diferenças na velocidade do vento em variadas altitudes, chamadas de cisalhamento do vento.

LEIA TAMBÉM: Cientistas e pilotos explicam por que turbulências não representam riscos para aviões

“Sabíamos que estava acontecendo, mas é chocante ver quanto aumentou, é um valor percentual bem grande. É um pouco assustador quando você vê esses grandes valores", concluiu Williams.

*Sob supervisão de Filipe Siqueira

Turbulência insana faz companhia aérea reembolsar passageiros

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.