Tecnologia e Ciência Facebook desenvolve pulseira para óculos de realidade aumentada

Facebook desenvolve pulseira para óculos de realidade aumentada

Dispositivo também vai detectar sinais nervosos para interpretar gestos e movimentos complexos das mãos dos usuários

Anúncio representa avanço na disputa com bigtechs como Amazon e Apple

Anúncio representa avanço na disputa com bigtechs como Amazon e Apple

REUTERS/Dado Ruvic

O Facebook disse nesta quinta-feira (18) que está desenvolvendo uma pulseira capaz de controlar os óculos de realidade aumentada que devem ser lançados este ano.

O dispositivo também será capaz de detectar sinais nervosos para interpretar gestos e movimentos complexos das mãos.

Isso representa um avanço para o Facebook em uma corrida disputada entre gigantes da tecnologia como Apple, Amazon.com e Alphabet num setor que acredita que dispositivos como óculos de realidade aumentada substituirão por completo a funcionalidade dos telefones celulares.

O Facebook havia dito anteriormente que os óculos precisariam depender de dispositivos como telefones devido a restrições como a duração da bateria e o calor gerado pelo processamento. Uma pulseira poderia servir como uma plataforma para computação e suporte a tais funções.

Em setembro, o Facebook disse que faltavam cerca de cinco a 10 anos para lançar no mercado "verdadeiros" óculos de realidade aumentada, que teriam habilidades como permitir que as pessoas vissem e interagissem conjuntamente com objetos virtuais compartilhados.

Últimas