Programador roda Doom em teste de gravidez modificado

Para conseguir o feito impressionante, Foone adaptou uma tela, um novo processador e teclado ao teste

Engenhoca foi mostrada no Twitter, onde viralizou

Engenhoca foi mostrada no Twitter, onde viralizou

Reprodução/Twitter/@Foone

Existe uma grande piada interna entre desenvolvedores e jogadores de videogame que afirma que o clássico game Doom, de 1993, pode rodar em qualquer dispositivo. O programador Foone Turing foi muito longe desta vez e conseguiu fazer o game rodar em um teste de gravidez eletrônico.

Para conseguir o feito, divulgado na segunda-feira (7), Foone fez uma série de modificações: colocou uma CPU um pouco melhor no teste e trocou a tela, por uma minúscula OLED de 128x32 pixels, que permitia mostrar os gráficos do jogo de uma forma mínima.

Ele também conectou um teclado ao aparelho, para conseguir movimentar o personagem, e o que ocorria na tela também não era um jogo interativo em si, mas um vídeo que reagia de acordo com movimentos do teclado.

Mesmo com esses sacrifícios, o feito de Foone foi incrível, por exigir uma série de conhecimento técnicos dos aparelhos, e miniaturizar ainda mais o funcionamento do game.

O tweet com o vídeo da adaptação viralizou na rede social, e Foone prometeu divulgar detalhes e tutoriais completos em breve.

LEIA TAMBÉM: Por que baratas gostam tanto de entrar em computadores?