Tecnologia e Ciência Segurança completa: WhatsApp implementa criptografia para garantir privacidade das conversas

Segurança completa: WhatsApp implementa criptografia para garantir privacidade das conversas

Nem a própria empresa poderá ter acesso às mensagens do serviço, segundo comunicado

Um bilhão de pessoas agora conversará de forma totalmente protegida com criptografia

Um bilhão de pessoas agora conversará de forma totalmente protegida com criptografia

Divulgação/WhatsApp

O WhatsApp anunciou nesta terça-feira (5) que completou a implementação de criptografia ponta-a-ponta em seu serviço. A nova função dará uma nova camada de proteção para conversas entre usuários e deve proteger todos os conteúdos enviados nas mensagens do aplicativo.

A criptografia completa está presente em todas as versões mais recentes do app — nos sistemas Android, iOS, Windows Phone e BlackBerry — e não exige qualquer esforço do usuário, ela é ativa por padrão e não pode ser contornada nas configurações. A medida vale para mensagens de texto, ligações, áudios, vídeo, ou qualquer outro tipo de interação no serviço, inclusive em grupos.

Em entrevista a Wired, o fundador do serviço Jan Koum, afirmou que os planos iniciais previam a função pronta em janeiro, mas atrasos surgiram principalmente pelas diferenças entre versões e o envio de vídeos, que causou uma série de dificuldades técnicas e atrasou o lançamento.

Como o FBI conseguiu desbloquear o iPhone de suspeito de ataque à revelia da Apple?

Apple não será obrigada a desbloquear iPhone nos EUA

Quando questionado sobre a possível presença de "buracos" no serviço, que permitiriam que governos tivessem acesso às conversas, Koum afirmou que tais medidas não permitiriam prender bandidos mais facilmente. Basta eles procurarem outro serviço, afirma Koum. A medida pode irritar governos, já que a direção da empresa afirma que nem ela poderá revelar conteúdo de mensagens se isso for solicitado pela Justiça.

Se um iPhone bloqueado foi um problema judicial gigante envolvendo a Apple e o FBI, é difícil pensar o que será um bilhão de pessoas se comunicando de forma inviolável.

Últimas