Tecnologia e Ciência Serviços de streaming têm aumento de assinantes nos EUA

Serviços de streaming têm aumento de assinantes nos EUA

Serviços de streaming têm aumento de assinantes nos EUA Por Redação Link São Paulo, 25 (AE) - Como era esperado, os serviços de streaming de vídeo estão apresentando alta no tráfego com o movimento global de quarentena causado pelo coronavírus. Entre os dias 14 e 16 de março os principais nomes da indústria apresentaram números positivos nos EUA. Segundo dados da Forbes, o Disney+ viu aumento de 200% o número de assinaturas comparado com o mesmo período da semana anterior. HBO Now (90%), Showtime (78%) e Netflix (47%) também registraram. A Apple foi quem registrou a alta mais discreta: 10%. Os dados, porém, incluem o período de experimentação, o que significa que nem todos que se cadastraram permanecerão no serviço. Ainda assim, chama a atenção o número do Netflix, que já tem uma base de 61 milhões de assinantes nos EUA, e a do Disney+. No segundo caso, imagina-se que o fato de crianças não estarem frequentando escolas tenha contribuído, já que boa parte do seu conteúdo é dedicado ao público mais jovem.

Últimas