WhatsApp é listado em 40% dos casos de divórcio na Itália

Aplicativo pode ser usado para manter de três até quatro casos, segundo associação

O WhatsApp agora informa quando suas mensagens foram lidas, gerando uma onda de reclamações nas redes sociais
O WhatsApp agora informa quando suas mensagens foram lidas, gerando uma onda de reclamações nas redes sociais Getty Images

O aplicativo de troca de mensagens WhatsApp é citado em 40% dos casos de divórcio na Itália. As mensagens trocadas no app são listadas como evidências de traição, segundo um relatório de uma associação de advogados matrimoniais do país europeu.

O presidente da Associação de Advogados Matrimoniais da Itália, Gian Ettore Gassani, contou ao Times que há um impulso para a traição causado pela tecnologia.

— As mídias sociais tem impulsionado a traição na Itália, tornando-a mais fácil, primeiro através de mensagens de texto. Antes o Facebook e agora o WhatsApp está sendo amplamente utilizado e tem incentivado o retorno do amante latino.

O presidente da associação ainda explica que o envio de fotografias é um atrativo da ferramenta. Gassani também explica que, em alguns casos, os adúlteros podem usar as redes sociais como forma de manter de três a quatro relacionamentos.

Internautas fazem piadas com novos tiques azuis do WhatsApp

Na última semana, uma atualização do aplicativo de troca de mensagens gerou uma grande polêmica, inclusive entre casais. O WhatsApp agora informa que suas mensagens foram lidas, gerando uma onda de reclamações e também de piadas nas redes sociais.

Uma pesquisa de 2012, feita por advogados da Divorce-Online do Reino Unido, mostra que o Facebook é listado como evidência em casos de separação em um terço de todos os divórcios no ano anterior.