Brasil

13/12/2012 às 16h28 (Atualizado em 13/12/2012 às 17h12)



Cassado no Senado, Demóstenes Torres continua recebendo R$ 25 mil por mês

Ex-parlamentar vai ganhar pelo menos R$ 100 mil sem trabalhar

Carolina Martins, do R7, em Brasília

Há dois meses afastado do MP, Demóstenes ainda ganha salário de R$ 25 mil Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

O ex-senador Demóstenes Torres, cassado em julho deste ano por suspeita de envolvimento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, está em férias forçadas do MP-GO (Ministério Público de Goiás) há dois meses. Ele foi afastado do cargo de procurador da Justiça em outubro, continua recebendo o salário de R$ 25.753 e não deve voltar ao trabalho antes de fevereiro de 2013.

Esse valor é suficiente para comprar um carro popular por mês. Ainda que volte a trabalhar em fevereiro, Demóstenes ficará quatro meses sem trabalhar, mas com o salário pingando na conta todo fim de mês. No final, serão embolsados R$ 103 mil.

A Corregedoria do MP-GO determinou que Demóstenes ficasse longe das funções até que fosse concluído o processo que investiga se a conduta dele, revelada pela Operação Monte Carlo, da PF (Polícia Federal), violou os princípios funcionais do cargo de procurador da Justiça. No entanto, as investigações estão paradas.

Saiba qual o salário do principais políticos brasileiros

Conheça as belas mulheres que roubaram o coração dos políticos

O processo está no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público), a cargo do corregedor nacional, Jeferson Coelho. Ele pediu que as investigações fossem concentradas no órgão e que Demóstenes fosse afastado por 60 dias, que poderiam ser prorrogados por mais 60, até que o processo fosse concluído.

Leia mais notícias no R7

Mas, o ex-senador entrou com recurso contra todas as decisões e, por isso, o prazo nem começou a ser contado. Os embargos não foram julgados pelo CNMP e os efeitos da determinação estão suspensos.

O advogado de Demóstenes, Neilton Filho, foi procurado pelo R7, no entanto, não quis comentar o assunto.

— Não posso falar sobre isso, o processo está correndo em segredo de Justiça e eu tenho um contrato de sigilo com o meu cliente.

A última sessão do ano no CNMP foi realizada na última terça-feira (11). Os recursos de Demóstenes estavam na pauta, mas segundo a assessoria do órgão, não houve tempo para analisá-los. Os trabalhos no Conselho recomeçam somente no fim de janeiro, dia 29.

Até lá, Demóstenes continua sem trabalhar e recebendo os salários normalmente. O ex-senador retoma a função somente depois da conclusão das investigações. Em geral, o prazo para a apuração é de 120 dias.

Crie agora seu e-mail @R7. É grátis

R7 BANDA LARGA: provedor grátis!

R7 Fotos: desconto de 25%. Clique aqui!

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Pechinchas

Leilão da PF vende caminhonete por R$10,5 mil e GM Omega por R$ 1,8 mil

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Esposa modelo

Conheça Letícia Weber, a mulher do senador e pré-candidato Aécio Neves

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Duro na queda!

Novos blindados do Exército resistem a explosões e atingem alvo a 2.000 metros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Relacionamento

Amor na política: conheça os casais que se formam nos bastidores da vida pública

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Brasil

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!