Brasil

26/2/2013 às 13h46 (Atualizado em 26/2/2013 às 14h22)

Pagamentos de seguro de trânsito crescem 39% e meio milhão de pessoas são indenizadas 

Três em cada quatro acidentados são homens. Motociclistas respondem por 69% dos pedidos

Isabele Rangel, do R7 no Rio

Sem investimentos, rodovias sofrem com aumento do número de veículos Pedro França/13.01.2013/Agência Senado

O número de indenizações pagas pelo seguro DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) cresceu 39% entre 2011 e 2012, atingindo 507,9 mil pessoas no País. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (26) pela Seguradora Líder, responsável pelo serviço.  

Para Ricardo Xavier, diretor-presidente da empresa, esse crescimento é reflexo do aumento do número de acidentes, mas a divulgação maior do passo a passo para requerer o seguro também teve impacto sobre os números.  

— Há uma combinação de fatores, mas a frota não para de aumentar. Há um incentivo do governo para que se produza mais veículos, gere mais emprego, gere mais renda. Porém, não há investimento em novas vias e a estrutura está saturando. Isso provoca uma maior possibilidade de acidentes.  

Leia mais notícias de Brasil e Política

Número de acidentes em estradas federais do Rio cai 20% no Carnaval

Saiba quem tem direito ao seguro DPVAT

A frota de veículos aumentou 7,9% na passagem de 2011 para 2012, segundo a Seguradora Líder, e chegou a 74,4 milhões de unidades.

Os casos de invalidez permanente tiveram o maior crescimento entre os motivos de indenização: o crescimento foi de 47%, seguido da alta de 38% dos pagamentos de indenização por despesas médicas e de 5% por morte.  

De acordo com levantamento, em 2012, 77% das vítimas foram homens e 22,32% tinham entre 18 e 54 anos. O maior número de vítimas está entre os motoristas (58%), que também inclui os motociclistas.

Apesar de responderem por apenas 27% da frota nacional de veículos, os acidentes de moto são responsáveis por 69% das indenizações pagas. Nestes casos, 72% das vítimas são os próprios motociclistas. Em seguida, vêm os carros, com 25%; os caminhões, com 4%; e os ônibus e microônibus, com 2%.

DPVAT

O seguro DPVAT para um seguro de R$ 13,5 mil em caso de morte e de até R$ 13,5 mil em caso de invalidez permanente. Se o acidentado precisar de despesas médicas, o reembolso é de até R$ 2.700.

Para solicitar o seguro, que atende a população em todo o território nacional, basta apresentar os documentos necessários até três anos depois do acidente. O pagamento da indenização é feito em conta corrente ou poupança da vítima.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Compartilhe
Justiça

Chocolate, livro, chinelo: veja casos "insignificantes" que acabaram no STF

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Aviação

Academia da Força Aérea abre as portas e o R7 foi conferir o poder aéreo das FAB

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Duro na queda!

Novos blindados do Exército resistem a explosões e atingem alvo a 2.000 metros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Relacionamento

Amor na política: conheça os casais que se formam nos bastidores da vida pública

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Brasil

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!