Brasil

24/12/2012 às 13h45 (Atualizado em 24/12/2012 às 16h18)

Salário mínimo será de R$ 678 em 2013

Dilma convoca ministros na véspera de Natal para fechar valor 

Carolina Martins, do R7, em Brasília

Anúncio foi feito pela ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann Antonio Cruz/ABr

O governo anunciou que o salário mínimo dos trabalhadores será de R$ 678,00 a partir de janeiro de 2013, um aumento de 9% sobre os atuais R$ 622,00. A presidente Dilma Rousseff convocou ministros nesta segunda-feira (24) para fechar o valor do reajuste e anunciar o aumento de R$ 56,00 na véspera de Natal.

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, passou a manhã reunida com a presidente e foi a responsável por fazer o anúncio. Segundo ela, o aumento levou em consideração a variação real de crescimento do País no ano passado, que foi de  2,7%, mais o índice da inflação deste ano, que está estimado em 6,1%.

Leia mais notícias de Brasil no Portal R7

A ministra afirmou que a presidente fez questão de anunciar o aumento do salário mínimo antes do Natal.

— É um bom anúncio para o trabalhador, reconhecendo o esforço que todos os trabalhadores fizeram para os resultados que o País teve esse ano.

Participação nos lucros

Além do aumento no salário mínimo, o Planalto também anunciou a desoneração do imposto de renda dos valores recebidos como PLR (Participação nos Lucros e Resultado). Os trabalhadores que ganham até R$ 6.000,00 como participação nos lucros ficam isentos da tributação sobre o valor.

Para beneficiar também quem ganha acima desse valor, o governo decidiu escalonar as alíquotas, assim como faz com o imposto de renda.

Quem ganha entre R$ 6.000,01 e R$ 9.000,00 como participação nos lucros vai pagar 7,5% de imposto sobre o valor. Entre R$ 9.000,01 e R$ 12.000,00, a taxa é de 15%. Quem recebe entre R$ 12.000,01 e R$ 15.000,00 deve contribuir com 22,5% de imposto. E quem ganha mais de R$ 15.000,00 será tributado em 27,5%.

Atualmente, a alíquota de 27,5% é cobrada de todos os trabalhadores, independentemente do valor da PRL. A isenção é uma reivindicação antiga das centrais sindicais, que pediam uma isenção maior, para valores até R$ 10.000,00.

Segundo a ministra Gleisi Hoffmann, com a desoneração, o governo vai deixar de arrecadar R$ 1,7 bilhão.

Todas as medidas foram assinadas pela presidente na véspera de Natal e serão publicadas no Diário Oficial da União da próxima quarta-feira (26).

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Compartilhe
Justiça

Chocolate, livro, chinelo: veja casos "insignificantes" que acabaram no STF

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Aviação

Academia da Força Aérea abre as portas e o R7 foi conferir o poder aéreo da FAB

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Duro na queda!

Novos blindados do Exército resistem a explosões e atingem alvo a 2.000 metros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Relacionamento

Amor na política: conheça os casais que se formam nos bastidores da vida pública

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Brasil

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!