Brasil

25/8/2013 às 11h38

Senador tucano alfineta Mais Médicos com suspostas críticas de blogueira cubana

Alvaro Dias (PSDB-PR) reproduziu em sua página no Facebook frase atribuída à Yoani Sanchez

Do R7

Senador do PSDB reproduziu suposta crítica de blogueira cubana Reprodução/Facebook

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) usou sua página no Facebook para criticar o programa Mais Médicos do governo federal, que incentiva a vinda de estrangeiros para atuar em cidades do interior do País onde faltem profissionais da área médica.

Neste domingo (25), o tucano compartilhou uma suposta mensagem da blogueira cubana Yoani Sanchez criticando o sistema de saúde de Cuba.

"A medicina cubana é uma das mais atrasadas do mundo. A maioria dos seus profissionais se formam sem nunca ter visto um aparelho de ultrassom,  sem ouvir falar em stent coronário e sem poder se atualizar pela internet", diz a mensagem atribuída à Yoani.

Leia mais notícias no R7

Mais de 70% dos médicos cubanos vão para o Norte e o Nordeste

A chegada dos profissionais estrangeiros, em especial dos cubanos, vem despertando muitas críticas entre aqueles que se opõem à medida do Ministério da Saúde.

O segundo grupo de 194 médicos cubanos que vêm ao Brasil para trabalhar pelo programa Mais Médicos chega neste domingo (25), a Fortaleza, às 13h20, a Recife, às 16h05 e, em Salvador, às 18h50. O primeiro grupo dos 206 médicos desembarcou neste sábado (24) à tarde no País. Médicos portugueses e espanhóis começaram a chegar na última sexta-feira (23).

Os profissionais cubanos fazem parte do acordo entre o ministério e a Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) para trazer, até o final do ano, 4.000 médicos cubanos. Eles vão atuar nas cidades que não atraírem profissionais inscritos individualmente no Mais Médicos.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, rebateu as críticas das entidades médicas que questionam a formação médica dos profissionais cubanos.

— Neste sábado e domingo chegam 400 médicos cubanos muito experientes e 86% deles têm mais de 16 anos de experiência em missões internacionais. Chegam para os 701 municípios que nenhum médico brasileiro ou estrangeiro escolheu individualmente. O ministério vai acompanhar a qualidade dos médicos cubanos.

Treinamento

Na segunda-feira (26), tanto os médicos inscritos individualmente (brasileiros e estrangeiros) quanto os 400 cubanos contratados via acordo, começam a participar do curso de preparação, com aulas sobre saúde pública brasileira e língua portuguesa. Após a aprovação nesta etapa, eles irão para os municípios.

Os médicos formados no País iniciam o atendimento à população no dia 2 de setembro. Já os com diploma estrangeiro começam a trabalhar no dia 16 de setembro.

O curso vai ter carga de 120 horas com aulas expositivas, oficinas, simulações de consultas e de casos complexos. Também serão feitas visitas técnicas aos serviços de saúde com o objetivo de aproximar o médico do ambiente de trabalho.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!