“Avião parecia velho”, diz passageiro de voo da TAM após turbulência que deixou 15 feridos

Aeronave precisou fazer um pouso de emergência em Fortaleza

Mulher fraturou a clavícula durante turbulência em voo
Mulher fraturou a clavícula durante turbulência em voo Ricardo Pontes/Twitter

Acostumado a viajar de avião, o programador Ricardo Pontes, 23 anos, viveu momentos de pânico durante o voo 8065, da TAM, que precisou fazer um pouso de emergência na madrugada desta segunda-feira (2), em Fortaleza (CE), após uma turbulência que deixou 15 pessoas feridas. Segundo ele, a aeronave parecia velha. 

— Acho que esse avião não aguenta turbulência. Parecia velho. Até brinquei com comissária sobre isso. A aeronave não parecia das mais seguras. 

Pontes chegou a pensar que o avião fosse cair. O avião vinha de Madri, Espanha, e tinha como destino o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

— A princípio, achei que o avião fosse cair, pois deu uma “embicada” muito forte, parecia ter batido em algo. 

Segundo ele, que viajava a trabalho, uma tempestade muito forte começou e a maioria dos passageiros estava dormindo. 

— Foi tenso, parecia cena de filme, muita gente começou a gritar. Havia pessoas com sangramentos, tinha sangue na camisa do comissário.  O programador viu uma mulher, que estava em pé para ir ao banheiro, cair e quebrar a clavícula. Outras pessoas quebraram braço e machucaram a cabeça. A maior parte dessas pessoas estava sem o cinto de segurança. 

Segundo ele, o aviso que ordena que os passageiros estejam sentados durante uma turbulência estava apagado no momento em que a mulher foi ao banheiro. 

— O aviso estava apagado, a tempestade não estava no radar do comandante.

A turbulência, porém, foi contornada com rapidez pelo comandante, relata Pontes. E, dentro do avião, a tripulação foi muito solícita, prestando atendimento e acalmando os passageiros. Além disso, dois bombeiros e uma médica, que viajavam a passeio, ajudaram a socorrer os feridos. 

— O comandante foi muito bom na hora de estabilizar a aeronave. 

Depois do sufoco, o programador diz que, se puder escolher, vai evitar voar de TAM. Ele retorna na tarde dessa segunda-feira (2) para São Paulo. 

Outro lado

Em comunicado divulgado no começo desta noite, a TAM informou que permaneciam internadas, em Fortaleza, duas das 15 pessoas — 12 passageiros e três tripulantes — que ficaram feridas com a turbulência durante o voo.  “As duas [vítimas] apresentam um quadro de trauma cervical e passarão por exames complementares”, complementou a companhia.

A TAM ainda lamentou o ocorrido e disse que presta toda a assistência necessária aos passageiros e funcionários. A maioria das pessoas que estava no voo tinha como destino final Fortaleza e permaneceu na cidade. Outros 121 passageiros decolaram para São Paulo em outro voo, que pousou no fim da tarde no aeroporto de Guarulhos.

Assista ao vídeo: