Cidades

31/1/2013 às 16h11 (Atualizado em 31/1/2013 às 16h23)

Justiça nega pedido de liberdade a sócio da boate Kiss

Elissandro Callegaro Spohr está internado em Cruz Alta

Do R7

A Justiça negou o pedido de liberdade provisória em favor de Elissandro Callegaro Spohr, um dos sócios da boate Kiss, de Santa Maria (RS). O juiz Afif Simões Neto informou que ‘não há motivos plausíveis para desfazer a sentença do Juiz Régis Adil Bertolini’.

Elissandro está hospitalizado em Cruz Alta. Assim que receber alta, ele deve se apresentar para prestar depoimento e deverá ficar detido. Além de Elissandro, outro sócio da boate e dois integrantes da banda que se apresentou no dia do incendio também tiveram a prisão decretada e estão presos.

A prisão temporária vence na sexta-feira (1°) e eles podem soltos caso o delegado responsável pelo caso não consiga ter um novo pedido atendido pela Justiça.

Incêndio

O incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, a 290 km de Porto Alegre, deixou 235 mortos e mais de cem feridos. O fogo teria começado quando a banda Gurizada Fandangueira se apresentava. Segundo testemunhas, durante o show foi utilizado um sinalizador — uma espécie de fogo de artifício chamado "sputnik" — que, ao ser lançado, atingiu a espuma do isolamento acústico, no teto da boate. As chamas se alastraram em poucos minutos.

Veja a cobertura completa da tragédia

Maioria das vítimas era de estudantes. Veja o perfil

Na terça-feira (29), o delegado regional da Polícia Civil em Santa Maria, Marcelo Arigony, informou que localizou a loja onde foi comprado o sinalizador. De acordo com Arigony, o artefato foi vendido regularmente, porém um funcionário da loja informou que a banda Gurizada Fandangueira queria comprar o mais barato para uso externo, mesmo sabendo que o seu uso seria interno. Ainda segundo a polícia, os donos da boate também sabiam dessa informação e teriam sido coniventes.

A casa noturna estava superlotada na noite da tragédia, segundo o Corpo de Bombeiros. Cerca de mil pessoas ocupariam o local. O incêndio provocou pânico e muitos não conseguiram acessar a única saída da boate. Os proprietários do estabelecimento não tinham autorização para organizar um show pirotécnico no local. Além disto, o alvará da casa estava vencido desde agosto de 2012.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Caso Bernardo

RS: madrasta é suspeita de aplicar injeção letal em garoto encontrado morto em saco

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perdeu os seios

Mulher é arrastada por 800 metros após briga de trânsito em Santa Catarina

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Doença rara

Veja o antes e o depois do tratamento de menina coberta por pelos em Goiás

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Santa Catarina

Pai e filha gays já torraram R$ 50 mil para se casar no mesmo dia. Veja preparativos

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Cidades

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Fórmula caseira

Óleo de coco e canela: bronzeamento queima 80% do corpo de jovem

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!