Cidades

28/1/2013 às 10h17 (Atualizado em 28/1/2013 às 10h50)

Saiba como ajudar as vítimas da tragédia em Santa Maria



Interessados devem procurar centro desportivo da cidade e bancos de sangue do RS

Do R7

Interessados em fazer doações ou auxiliar no atendimento às vítimas do incêndio que matou 231 pessoas em uma boate em Santa Maria (RS), no último domingo (27), deverão procurar os centros de atendimento e voluntariado instalados no Centro Desportivo Municipal, o Farrezão, localizado na rua Appel, 795, bairro Fátima.

No local, é possível receber doações de itens como água, papel higiênico, álcool gel e luvas descartáveis e também se voluntariar para ajudar os parentes das vítimas.

Médicos, enfermeiros e psicólogos que possam trabalhar no socorro às vítimas e às famílias também devem procurar o centro desportivo, inclusive quem for de outro Estado. Até a manhã desta segunda-feira, a Prefeitura Municipal de Santa Maria ainda não tinha informações sobre vagas em hotéis, mas lembra que há famílias cadastrando as próprias residências para acolher os voluntários.

Na noite de domingo, a prefeitura divulgou uma lista de telefones e endereços organizada por voluntários para facilitar as doações, mas a procura foi tanta que muitas das ligações nem sequer estão sendo completadas.

A recomendação oficial, portanto, é que se recorra ao centro desportivo.

Doação de sangue

A prefeitura e o governo estadual pedem que a comunidade se mobilize para doar sangue nas próximas semanas. De acordo com a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul, o volume disponível foi suficiente para atender aos pacientes internados em Santa Maria e em Porto Alegre, mas é necessário repor o estoque. Doadores de todos os tipos podem colaborar – veja os endereços abaixo.

É preciso estar em boas condições de saúde, ter entre 18 e 67 anos, pesar no mínimo 50 kg e levar um documento de identidade com foto. Jovens de 16 e 17 anos podem doar, mas precisam da autorização dos pais ou dos responsáveis legais.

Festa virou tragédia

Ao menos 231 morreram no incêndio que atingiu a casa noturna Kiss, na madrugada do último  domingo (27). A lista com os nomes das vítimas foi divulgada na noite de ontem pelo governo do Estado. Quase metade das vítimas estudava na UFSM (Universidade Federal de Santa Maria).

Estão internadas, ao todo, 121 vítimas do incêndio. Destas, 35 estão com respiração mecânica. Segundo o tenente-coronel da Defesa Civil Adilomar Silva, 82 delas estão em Santa Maria, 37 em Porto Alegre, uma em Cachoeira do Sul e uma em Ijuí.

A banda Gurizada Fandangueira, que se apresentava no local, está sendo investigada como causadora do incêndio e poderia ser indiciada por homicídio culposo (quando não há intenção de matar), segundo um dos responsáveis pela investigação.

De acordo com versões de testemunhas, um dos integrantes da banda acendeu, durante a apresentação, um artefato pirotécnico, cujas faíscas aparentemente atingiram a espuma que atuava como isolante no teto do local, o que provocou o fogo.

Veja como ajudar*

Doações e cadastros de voluntários devem ser feitos no Centro Desportivo Municipal (Farrezão)

Rua Appel, 795, bairro Fátima, Santa Maria

Para doar sangue (todos os tipos)

- Santa Maria — Av. Presidente Vargas, 2.291 Alameda Santiago do Chile, 35 - Bairro Nossa Sra. De Lourdes

- Porto Alegre — Av. Bento Gonçalves, 3722 - Partenon - Porto Alegre

- Alegrete — Rua Gen. Sampaio, 10 - Bairro Canudos

- Caxias do Sul — Rua Ernesto Alves, 2260 - Centro

- Cruz Alta — Rua Barão do Rio Branco, 1445

- Palmeira das Missões — Rua Nassib Nassif esquina Gen. Osório, 351

- Passo Fundo — Av. Sete de Setembro, 1055 - Centro

- Pelotas — Av. Bento Gonçalves, 4569 - Centro

- Santa Rosa — Rua Boa Vista, 401 - Centro

Voluntários para socorrer os feridos: (51) 3210-4219

Logística e abrigo aos parentes das vítimas: (55) 9979-2539

Voluntários (médicos, enfermeiros e psicólogos): (55) 9155-2087

Para doar materiais hospitalares e remédios: (55) 9681-1021

Para doar garrafas d’água, luvas descartáveis, álcool gel e papel higiênico: (55) 9155-2087

*Alguns telefones podem não atender devido à grande quantidade de ligações

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!