Cidades

27/1/2013 às 12h37 (Atualizado em 27/1/2013 às 15h46)

Seguranças de boate em Santa Maria dificultaram saída de pessoas no início do incêndio, diz sobrevivente

Número de mortes na tragédia foi revisto para 232

Do R7

Murilo Tiecher disse que ajudou a resgatar outras pessoas até a chegada dos bombeiros Reprodução/Facebook

O estudante de medicina Murilo de Toledo Tiecher estava na boate Kiss, em Santa Maria (RS), na madrugada deste domingo (27). Ele escreveu em uma rede social que os seguranças dificultaram a saída dos clientes logo que o fogo começou. A Brigada Militar revisou o número de mortos na tragédia para 232. O número divulgado anteriormente era de 245. Outras 48 permaneciam hospitalizadas até o início desta tarde. Murilo ainda disse que as pessoas só conseguiram deixar o local depois que derrubaram os funcionários, que insistiam em cobrar as comandas.

— Eu fui uns dos 50 primeiros a sair. No início do tumulto, tentaram segurar as portas, com os seguranças, e manter as pessoas ali pra que não saíssem da boate. Não sei se pensaram que era uma briga e não queriam que saíssem sem pagar.

Murilo ainda contou que, quando conseguiu chegar ao lado de fora, ajudou outras vítimas.

— [Nós] ajudávamos quem ainda estava preso lá dentro, puxamos muita gente pra fora até os bombeiros chegarem. O sentimento de impotência foi forte.

"Seguranças liberaram saída assim que notaram incêndio", afirma testemunha

Você estava no local? Envie seu relato

A suspeita é de que as chamas começaram durante uma apresentação pirotécnica. Uma foto publicada por um DJ que se apresentaria na casa mostra os fogos que podem ter causado o incêndio

Para a polícia, a falta de saídas de emergência e de extintores de incêndio fez com que mais pessoas morressem. O delegado Sandro Meinerz esteve no local e falou, em entrevista à rádio Guaíba, sobre os problemas que os clientes tiveram.

— É um acesso muito pequeno. Havia muita gente lá dentro. A porta virou um funil e eles tiveram dificuldade para sair. As pessoas, na hora do pânico, usam de todas suas forças para sair e muita gente acabou morrendo por causa disso.

Veja as fotos: fogo atinge boate durante festa de universitários no Rio Grande do Sul

Corrimões trancaram rota de saída

O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, lamentou o acontecido em um vídeo publicado na internet momentos antes de embarcar para Santa Maria acompanhado da ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos.

— Recebemos hoje pela manhã esta notícia terrível de uma tragédia gravíssima na cidade de Santa Maria. Em luto ao Rio Grande, em luto ao Brasil, em luto à cidade, neste momento estou me dirigindo para lá para acompanhar o trabalho da Brigada Militar, dos bombeiros, da Polícia Civil, do Instituto Geral de Perícias. Também para compartilhar o luto da cidade, que é um luto de todo o Rio Grande, de todo o nosso País. 

A presidente Dilma Rousseff antecipou o retorno de uma viagem ao Chile para ir a Santa Maria neste domingo. Ela colocou à disposição do Estado toda a estrutura do governo federal para prestar atendimento às vítimas.

Os corpos das vítimas foram levados para o Centro Desportivo Municipal de Santa Maria. Alguns deles puderem ser identificados visualmente pelos parentes ou porque estavam com documentos, mas outros vão precisar de outros recursos para o reconhecimento.

Leia mais notícias de Cidades

Leia mais notícias na nova home do portal R7

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Compartilhe
Pacto de morte coletivo

Pais dizem que filhas não demonstraram variação no comportamento

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Goiânia

Familiares de vítimas de serial killer ficam frente-a- frente com suspeito

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Palmas (TO)

Suspeito de estuprar e matar mulher ri ao ser preso e debocha: “Saio em 3 meses”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Crime bárbaro

Mãe conta como matou a filha de 7 anos para ritual no PR; ossada é encontrada

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Cidades

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Braço amputado

Tigre ataca menino de 11 anos em zoo do Paraná ; pai responderá por lesão

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!