Cidades

13/11/2012 às 20h52 (Atualizado em 13/11/2012 às 20h52)

Supostas agressões em presídios podem ter motivado ataques em Santa Catarina

Governo nega tortura e promete reforço no policiamento

Do R7, com Jornal da Record

Ataques aconteceram na Grande Florianópolis e em Blumenau Reprodução/Rede Record

Criminosos atiraram contra um posto da Polícia Militar em Palhoça (SC), na noite de segunda-feira (12). Também na região da Grande Florianópolis, criminosos atearam fogo a uma viatura que estava parada na frente de uma delegacia.

Ônibus foram incendiados em Blumenau e em Florianópolis, no que seria uma represália pelo tratamento sofrido pelos presos no sistema prisional do estado.

Leia mais notícias de Cidades

Em um vídeo, detentos da penitenciária de São Pedro de Alcântara denunciam supostas agressões, que teriam começado depois que uma agente, mulher do diretor da unidade foi morta. O governo nega que haja tortura.

 

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!