• Twitter Created with Sketch.

Al Shabaab corta mão de dois homens condenados na Somália

Eles foram julgados pela corte por invadir uma loja e roubar cerca de US$ 500

Reuters

Feisal Omar

Grupo Al Shabaab atua na Somália e no Qênia (acima)
Grupo Al Shabaab atua na Somália e no Qênia (acima) Reprodução/ YouTube

O grupo militante Al Shabaab cortou publicamente as mãos direitas de dois homens na quinta-feira (18), na Somália, depois que um tribunal da sharia os condenou a invadir uma loja e roubar cerca de US $ 500, disse o grupo ligado à Al Qaeda.

Os dois homens confessaram o roubo no distrito de Tiyeglow, na região sul de Bakool, e foram ordenados a restituir o dinheiro, disse Moalim Gedow, governador de Bakool, do al Shabaab à Reuters.

Uma ambulância do al Shabaab levou então os homens ao hospital, Abdullahi Madey, um residente de Tiyeglow disse a Reuters.

Al Shabaab, que vem lutando há anos para derrubar o governo central e impor sua própria interpretação estrita da lei islâmica, executa execuções, flagelações e amputações depois de julgamentos sumários em casos que vão desde espionagem a roubo. 

Grupo militante Al Shabaab mata ao menos 147 em universidade do Quênia

Quênia bombardeia campos do Al Shabaab na Somália

  • Espalhe por aí:
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log