Internacional

14/1/2013 às 13h43 (Atualizado em 14/1/2013 às 13h54)

Blogueira Yoani Sánchez comemora reforma migratória de Cuba

Lei que permite viajar ao exterior sem pedir permissão entrou em vigor hoje em Cuba

Do R7, com agências internacionais

Yoani ganhou passagem para vir ao Brasil Reprodução/twitter.com

A blogueira cubana Yoani Sánchez, opositora ao regime dos irmãos Castro, comemorou a implantação de novas leis de migração, as quais devem facilitar as viagens de cubanos ao exterior.

"Calculo que, na primeira semana de fevereiro, terei meu passaporte e já poderei viajar... cruzo os dedos", escreveu a autora do blog Generacion Y em seu perfil oficial no Twitter.

Ela ressaltou que já teve mais de 20 pedidos de viagens ao exterior negados pelas autoridades cubanas.

Em vídeo postado no YouTube no dia 27 de novembro, Yoani disse que pretendia visitar o Brasil no começo de 2013, logo depois que entrasse  em vigor a nova lei migratória de Cuba. O vídeo foi publicado pelo cineasta e ativista baiano Dado Galvão, diretor do documentário sobre liberdade de expressão e direitos humanos Conexão Cuba-Honduras.

Galvão organizou uma "vaquinha" para comprar as passagens para a viagem da dissidente ao Brasil. Os bilhetes foram compradas por um grupo de amigos de Feira de Santana e entregues pessoalmentes à blogueira em Cuba.

Blogueira Yoani Sánchez anuncia que tentará vir ao Brasil

"Falta saber se outros ativistas também poderão viajar", questionou Yoani, citando as integrantes das Damas de Branco e Rosa Maria Payá, filha do dissidente Oswaldo Payá, morto em julho do ano passado.

Nova lei

A lei migratória que permite aos cubanos, pela primeira vez em meio século, viajar ao exterior sem pedir permissão ao governo, entrou em vigor nesta segunda-feira em Cuba em meio a grandes expectativas da população e ao ceticismo dos dissidentes.

A lei, em vigor desde a meia-noite local de hoje (3h em Brasília), estabelece que agora todos os cubanos podem viajar para fora do país se tiverem um passaporte válido, já que deixaram de ser necessários o visto de saída, ou "cartão branco", e a carta de convite de alguém do exterior.

"Com a entrada em vigor hoje da atualização de sua política migratória, Cuba deu mais um passo para fazer com que os movimentos migratórios ocorram de forma legal, ordenada e segura", disse nesta segunda-feira o jornal oficial Granma.

A nova lei permite a Cuba "fortalecer sua relação com a emigração, sob o princípio de que são medidas aprovadas por decisão soberana do Estado e não respondem a pressões ou imposições de ninguém", acrescentou.

A reforma migratória, anunciada no dia 16 de outubro, foi bem acolhida pela população e muitos cubanos se preparam para solicitar seus passaportes a partir desta segunda-feira, segundo testemunhos recolhidos pela AFP.

Desconfianças

Uma das líderes das Damas de Branco, Berta Soler, expressou que gostaria de ir a Estrasburgo, na França, com o objetivo de que o Parlamento Europeu lhe entregue o Prêmio Sakharov concedido em 2005 às Damas de Branco e que o grupo não pôde receber por ter tido sua viagem negada pelo governo cubano.

"O Prêmio Andrei Sakharov está nos esperando desde 2005 em Estrasburgo, vamos ver se o Parlamento Europeu pode preparar uma cerimônia para poder nos entregar o prêmio", disse Soler à AFP.

No entanto, Soler afirmou que "a reforma migratória é mais do mesmo, produto de que sempre vai existir um filtro, o governo cubano vai selecionar quem pode ou não sair do país".

"A Reforma Migratória não acolhe as demandas do povo, mas os desejos do governo", escreveu mais cedo Yoani na rede social Twitter.

"Oscilo entre a esperança e o ceticismo, como tantos outros cubanos", acrescentou a blogueira em outro tuíte.

A lei migratória é uma das mais revolucionárias reformas introduzidas pelo presidente Raúl Castro desde que substituiu no comando seu irmão doente Fidel, que impôs restrições para sair da ilha em 1961, em meio a grandes tensões com os Estados Unidos, no auge da Guerra Fria.

"Os maiores de 18 anos não precisam solicitar a atualização de seus passaportes atuais, já que eles foram atualizados oficialmente e poderão ser utilizados para viajar desde que possuam os vistos exigidos", destacou o Granma nesta segunda-feira.

A nova lei também permite que os menores de idade saiam do país, mas apenas com permissão de seus pais ou tutores legais.

A reforma também beneficia quase dois milhões de emigrados cubanos, que já não terão que passar por longos trâmites para visitar Cuba, incluindo os atletas e profissionais que desertaram em giros ao exterior ou que escaparam da ilha.

Quer ficar bem informado? Leia mais

O que acontece no mundo passa por aqui

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Onde o terror acontece

Cinco países são responsáveis pela maioria dos mortos pelo terrorismo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Meio ambiente

Mudanças climáticas podem aumentar o risco de uma nova guerra mundial?

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!