Homem sufoca e mata filha de 2 anos por "ter partida de vídeo game interrompida"

Médicos encontraram marcas de mordida possivelmente humanas no corpo da menina

De acordo com a polícia, a menina morreu quando Sanders colocou a mão sobre sua boca e a asfixiou
De acordo com a polícia, a menina morreu quando Sanders colocou a mão sobre sua boca e a asfixiou Reprodução/ Daily Mail

Um homem do Estado norte-americano do Texas sufocou e matou a própria filha, de apenas dois anos, em um "acesso de fúria", depois que ela interrompeu seu jogo de vídeo game, de acordo com a polícia.

Anthony Michael Sanders, de 31 anos, é acusado de ter matado a pequena Ellie Sanders em 12 de dezembro, enquanto a mãe da criança havia saído para visitar uma mostra de arte.

Quando a mãe voltou para casa, por volta das 20h30, Sanders disse que a pequena estava dormindo. No entanto, 30 minutos depois, o irmãozinho de cinco anos de idade de Ellie descobriu que sua irmã não estava acordando.

Gosto da morte? Pelo menos 25 morrem após comerem doces contaminados com pesticidas

Ellie foi declarada morta no hospital às 22:10. Os médicos encontraram hematomas em seu corpo que indicam que a pequena foi agredida — incluindo marcas ao redor dos olhos, sangue atrás de uma orelha e marcas de mordida que podem ter vindo de um ser humano adulto.

De acordo com a polícia, a menina morreu quando Sanders colocou a mão sobre sua boca e a asfixiou.

Segundo um porta-voz das autoridades, o crime teria sido motivado por "um acesso de raiva". 

— Ele é muito envolvido em jogos de computador. Ela pode ter interrompido ele de alguma forma.

Sanders nega as acusações.

Conheça o R7 Play e assista a todos os programas da Record na íntegra!

(Com informações do Daily Mail)