Pintor perde parte do crânio em briga de bar e recebe quase R$ 130 milhões de indenização

Antonio Chaj teria tentado impedir confusão de seu irmão e sobrinhos com segurança

Por causa dos ferimentos, Chaj hoje não consegue falar
Por causa dos ferimentos, Chaj hoje não consegue falar AP/Nick Ut

Nos EUA, um pintor de 43 anos anunciou, juntamente com seus advogados, que um tribunal de Torrance, na Califórnia, obrigou uma companhia de segurança a lhe pagar uma indenização de quase R$ 130 milhões.

Antonio Lopez Chaj perdeu parte do crânio em uma briga de bar, em 2010.

Segundo seu advogado, Federico Sayre, seu cliente, o irmão dele e dois sobrinhos estavam no estabelecimento, quando os dois últimos entraram em luta corporal com um segurança e um atendente do local.

O pintor teria tentado impedir a briga, mas teria recebido golpes e chutes que acabaram deixando-o inconsciente.

Por causa dos danos físicos, Chaj hoje não consegue falar. Por ter também dificuldades locomotoras, o pintor foi amparado por familiares para conseguir chegar ao local onde anunciou à imprensa sobre a decisão judicial.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia