Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

23/5/2013 às 01h00 (Atualizado em 23/5/2013 às 12h56)

Polícia divulga conversas picantes entre pastor suspeito de estupro e seguidora

Em telefonema, Marcos Pereira teria pedido presença de adolescente em orgia

Do R7

Pastor foi flagrado em conversas de baixo calão com seguidora Divulgação Seap

A Polícia Civil divulgou escutas telefônicas que, segundo as investigações, evidenciam a rotina de orgias praticadas pelo pastor Marcos Pereira da Silva em um apartamento na praia de Copacabana, na zona sul do Rio. Nesta quarta-feira, o religioso, que dirige a igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias, foi oficialmente autuado pela polícia por estupro e coação.

Em uma das gravações telefônicas divulgadas pela polícia, o pastor aparece em um diálogo picante com uma seguidora. Em outro caso, ele ordena que uma suposta comparsa leve uma adolescente de 16 anos, filha de um traficante, até o apartamento em Copacabana. O pastor se referiu à menina como “sem vergonha” no telefonema (veja na reportagem abaixo).

Além de Marcos Pereira da Silva, outras quatro pessoas foram indiciadas pela polícia: Felipe Madureira da Silva, filho do pastor, Uanderson Renato da Silva, Lúcio Oliveira Câmara Filho e Daniel Candeias da Silva, todos integrantes da igreja. Eles são acusados de terem participado de ameaças feitas a uma das vítimas.

Na quarta-feira (22), a polícia ouviu o irmão do pastor, Allan Marinho dos Santos, suspeito de fazer ameaças em um perfil do Facebook contra duas testemunhas de acusação do irmão. De acordo com o delegado Gouveia, na delegacia, Allan disse que só falará em juízo. Contra ele, segundo a polícia, há quatro registros de injúria e ameaça.

No dia 9 de abril, o MP denunciou o pastor Marcos Pereira da Silva, por dois crimes de estupro e coação de testemunha. Segundo o ministério, o pastor, acompanhado por comparsas, ameaçou uma das vítimas dos abusos sexuais por prestar depoimento contra ele.

Um dos estupros, de acordo com o promotor Rogério Lima Sá Ferreira, foi cometido contra uma seguidora no final de 2006, nas dependências da igreja. O segundo caso denunciado pelo MP ocorreu em 2009, contra outra integrante da Assembleia de Deus. Em ambos os episódios, o pastor teria se valido da condição de autoridade religiosa para cometer os crimes.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Compartilhe
Aquecimento para o verão

Sol de primavera reúne time de musas nas praias do Rio; veja fotos

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
De volta às ruas

"Mendigata” abandona clínica e tratamento contra dependência de drogas

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Valeu, amigo!

Homem resgata cão em canal no centro

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Carnaval

Escolas do Grupo Especial do Rio já têm sambas-enredo para 2015; ouça

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Com tudo em cima

Vovós sensualizam em calendário para ajudar asilos no Rio

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fotos

Conheça a geração de "delegatas" do Rio

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Raíssa Sampaio

Conheça vencedora do concurso de nordestina mais bonita do Rio

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Saudades do verão?

Veja mais de 100 musas das praias do Rio

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Rio de Janeiro

  • Últimas de Notícias

Mais Clicadas

Compartilhe
Desaparecida

Dez anos depois, mãe de Priscila Belfort pede reabertura das investigações

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
O preço do luxo!

No bairro mais caro do Brasil, imóvel de frente para praia custa R$ 35 milhões

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!