Reitor recomenda paralisação das aulas na UFRJ até terça-feira

Salários de profissionais terceirizados deve ser depositado em 24h

A recomendação de paralisação da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) continua até terça-feira (19). Após pressão de alunos, diretores e funcionários da instituição, o reitor Carlos Levi cedeu e decidiu manter a recomendação de suspensão das aulas por mais um dia.

Durante reunião com diretores das unidades, iniciada às 16h30, o reitor e alguns decanos da instituição tentaram retomar as atividades da universidade na terça, porque, pela manhã, no MPT-RJ (Ministério Público do Trabalho), a empresa Qualitécnica, responsável pelas contratações, garantiu que pagará os salários de abril.

No fim da reunião, a pressão resultou na recomendação de manter paralisação em todas as unidades, que podem decidir se aderem ou não. Os alunos reivindicaram e o reitor concordou com a convocação de uma sessão extraordinária do Consuni (Conselho Universitário), de modo a discutir questões da assistência estudantil. 

O conselheiro Rafael Almeida, do corpo discente do Consuni, informou que o problema da assistência estudantil é grave e deve ser resolvido.  

— Os problemas da assistência estudantil só ganharam força com a ocupação. Durante a reunião desta segunda, o reitor decidiu por não abordar a questão, uma vez que a plenária  tinha sido convocada para solucionar a situação dos trabalhadores terceirizados.

O atraso no pagamento dos salários dos funcionários da Qualitécnica vem ocorrendo desde o fim de 2014. Marlon Faria, gerente operacional da empresa, argumentou que o problema é que a UFRJ não tem repassado integralmente os valores do contrato.

O reitor da universidade,  afirmou que, até o fim desta semana, providenciária o repasse de R$ 107 mil à Qualitécnica. Segundo ele, esse valor é referente a duas faturas em aberto.

De acordo com o compromisso firmado nesta segunda no MPT-RJ, os cerca de 1,2 mil funcionários terceirizados terão os salários de abril depositados na terça.

Os vales transporte e alimentação terão de ser creditados a partir desta segunda. O MPT-RJ confirmou para quinta-feira (21), às 16h, uma outra audiência para firmar o TAC (Termo de Ajuste de Conduta) entre a UFRJ e a Qualitécnica.