Manifestantes protestam contra maus-tratos de cães em testes de indústria farmacêutica

Ativistas invadiram laboratório no interior paulista e resgataram cachorros da raça beagle

Do R7

Cães da raça beagle foram resgatados de laboratório por ativistas Reprodução da internet

Dezenas de pessoas protestaram em frente ao laboratório Royal, em São Roque, no interior de São Paulo, na noite desta quinta-feira (17). Eles acusam o laboratório de maus-tratos contra animais.

A empresa usa cães da raça Beagle em testes para a indústria farmacêutica. Algumas horas depois, na madrugada desta sexta-feira (18), os manifestantes invadiram a empresa e conseguiram resgatar vários animais.

Antes da invasão e do resgate, ativistas disseram ter ouvido o barulho de cachorros ganindo de dor. De acordo com eles, funcionários estariam tentando esconder animais mortos.

Segundo os ativistas, pelo menos 12 cães já estariam mortos. A apresentadora Luisa Mell também permaneceu no local durante todo o protesto e falou sobre os maus-tratos contra os cães em sua página do Facebook.

Leia mais notícias de São Paulo

“Amigos, a situação está terrível por aqui! Escutamos agora gritos e latidos de dor. Nunca ouvi gritos assim antes. Tivemos informações que eles vão matar os animais esta noite. Uma ativista foi levada para a delegacia. Socorro, me ajudem!”, escreveu Luisa Mell na noite de quinta-feira, antes da invasão. Pouco antes das 2h, logo após a invasão, a apresentadora postou a seguinte mensagem: "Entramos! Ocupa São Roque! Libertação animal já!".

A Polícia Militar acompanhou a invasão dos manifestantes, mas não houve o registro de confrontos. O protesto dos ativistas contou com o apoio do Black Bloc SP e do Anonymous Brasil nas redes sociais. O site do laboratório Royal sofreu um ataque de hackers e saiu do ar na madrugada. O Anonymous Brasil assumiu a autoria pelo ataque.

No ano passado, o laboratório já tinha sido alvo dos protestos dos ativistas, como mostra matéria do Jornal da Record News abaixo. Na ocasião, George Guimarães, presidente da ONG Veddas, disse que havia alternativas para substituir o uso de cães da raça beagle em testes para a indústria farmacêutica.

  • Espalhe por aí:

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!