São Paulo

30/6/2013 às 19h54 (Atualizado em 1/7/2013 às 09h19)

Polícia identifica suspeito de ter atirado em garoto boliviano durante assalto

Criminoso tem passagem na polícia por roubo de motos e está foragido desde o dia 13 de maio 

Do R7, com Rede Record

Suspeito já tem passagem pela polícia por roubo de moto Foto: Divulgação/Polícia

A polícia identificou o suspeito de atirar no garoto boliviano Brayan Yanarico Capcha, de cinco anos, durante o crime de latrocínio — roubo seguido de morte — na última sexta-feira (28). Segundo o delegado seccional Antônio Mestre Junior, ele seria um jovem de 19 anos, identificado como Diego Rocha Freitas Campos.

O suspeito está foragido da Penitenciária de Franco da Rocha desde o dia 13 de maio deste ano. Ele foi detido por roubo de motos e faria parte de uma quadrilha especializada neste tipo de crime. A polícia suspeita que essa quadrilha já teria assaltado a família do garoto boliviano quatro vezes.

Neste domingo (30), Diego quase foi capturado na zona leste de São Paulo, mas percebeu a presença da polícia e conseguiu fugir.

Além dele, a polícia ainda procura mais um suspeito de participação no crime, mas não divulgou informações sobre a idade dele.

Neste domingo (30), um menor de idade foi apreendido, em São Matheus, na zona leste da capital paulista, mesma região da residência da família, por participação no assalto. Mais dois outros jovens, um de 18 anos e outro de 19, também estão detidos. Eles apontaram Diego como o responsável pelo disparo que matou Brayan.

O crime

Um morador chegava em casa de carro, por volta da 0h30 desta sexta-feira (28), quando seis homens se aproximaram, cinco deles estavam encapuzados. Eles estavam com duas armas e quatro facas. Três famílias de origem boliviana moram na residência que fica na Vila Bela, em São Mateus, zona leste de São Paulo. O imóvel é dividido em cômodos com cama, armários, fogão, geladeira e pia.

As dez pessoas que estavam na casa foram levadas para um desses quartos, no piso superior e mantidas reféns. Brayan estava no andar de baixo e foi entregue à mãe por um dos assaltantes. Ele ficou assustado e começou a chorar no colo dela.

Os criminosos roubaram R$ 4.500 durante o assalto. Eles ainda pediam mais dinheiro e ficaram incomodados com o choro do menino. Um dos assaltantes, armado com um revólver, mandou a criança se calar, caso contrário, atiraria. Foi naquele momento que Brayan pediu para não ser morto e também para que não assassinassem a mãe dele.

Leia mais notícias de São Paulo 

O menino levou um tiro na cabeça depois que a mãe ajoelhou e mostrou a carteira vazia. Após o crime, eles fugiram levando o dinheiro. O menino foi levado a um hospital, mas já chegou morto à unidade de saúde. O corpo dele vai ser enterrado na Bolívia.

Os pais de Brayan vieram com ele para o Brasil há seis meses. Eles moravam e trabalhavam como costureiros no mesmo imóvel onde aconteceu o crime. Após a tragédia, a mãe disse que não quer mais continuar vivendo no País e vai voltar à Bolívia nos próximos dias. Brayan era filho único do casal.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Alphaville

Jovem é espancada por “valentão” em briga de trânsito após buzinada

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Tragédia em família

Veja imagens do casal encontrado morto em apartamento de luxo; mãe é suspeita

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Retrospectiva

Veja como estão os envolvidos nos crimes e julgamentos que chocaram São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!