Saúde

22/10/2012 às 16h17 (Atualizado em 23/10/2012 às 09h03)

Com restos de placenta no útero, mãe quase morre de hemorragia

Ao voltar cinco vezes ao hospital, Megan alega que foi dito que era apenas uma infecção no útero

Do R7

Megan considera levar o caso à Justiça Reprodução/Daily Mail

Megan Hubbard, de 23 anos, que mora em Londres, quase morreu depois de sofrer uma hemorragia causada pela placenta que ficou em seu útero.

A mãe sofreu o sangramento enquanto estava em um restaurante duas semanas depois de dar à luz, no mês passado.

Megan voltou cinco vezes ao hospital para se queixar da hemorragia, mas os médicos disseram que isso era “normal”, segundo o site Daily Mail.

Conselhos de medicina recomendam que partos sejam feitos somente em hospitais

Britânica morre após sofrer hemorragia durante operação no apêndice

Ela alega que foi dito que ela sofria de uma infecção no útero. No mesmo dia, enquanto ela comia em um restaurante, Megan desmaiou devido à hemorragia causada por restos de placenta ‘deixadas’ em seu ventre.

A mãe perdeu 3,5 litros de sangue, o que exigiu uma transfusão imediata ao chegar ao hospital.

Normalmente, a placenta se separa da parede uterina e é expelida pela vagina 20 minutos após o parto. Se alguma parte permanecer no útero (chamada de placenta retida), pode haver uma infecção. Caso isso aconteça, a maneira de parar a hemorragia é removendo o tecido cirurgicamente.

Megan reclamou ao chefe de obstetrícia do hospital sobre o ocorrido e está considerando levar o caso à Justiça.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!