Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Saúde

20/12/2012 às 16h16 (Atualizado em 20/12/2012 às 16h16)

"Fratura" no pênis pode levar à impotência sexual, explica especialista

Mesmo sem osso, órgão sexual masculino pode sofrer incidente, principalmente durante posição na qual a mulher fica por cima 

Fabiana Grillo, do R7

O lutador de MMA Ray Elbe foi vítima do problema Reprodução/ TMZ

Você já ouviu falar que o pênis pode sofrer “fraturas”? Se não, saiba que isso acontece, especialmente em relações sexuais nas quais o homem fica em uma posição mais passiva. Recentemente, o lutador de MMA Ray Elbe foi vítima do problema que, segundo o urologista Dr. Geraldo Faria, chefe do departamento de sexualidade humana da SBU (Sociedade Brasileira de Urologia), se não tratado com urgência pode causar graves sequelas, inclusive a temida impotência sexual.

O médico ressalta que o incidente é pouco frequente e geralmente ocorre quando a mulher está por cima do homem fazendo movimentos bruscos durante a relação.

— Nessa situação, o pênis pode escapar do interior da vagina, chocando-se contra o períneo (região entre a vagina e o ânus) ou contra o osso do púbis. Como o órgão está ereto, ele tende a dobrar e os corpos cavernosos, que revestem o pênis, se rompem e causam a “fratura”.

Falta de limpeza pode causar câncer no pênis

Apesar de ser um episódio raro, o Dr. Faria acrescenta que a tentativa de desfazer a ereção com a mão, curvando o pênis para baixo, também pode machucar o pênis. Mas, independentemente da causa, o resultado da fratura é a imediata perda da ereção associada à dor e ao inchaço.

— Geralmente, o homem escuta um barulhinho, tipo “clec”, que já indica o trauma. Além disso, o pênis fica roxo e aumenta de volume. Há casos que a fratura atinge a uretra, causando sangramento e dor ao urinar.

Disfunção erétil: conheça essa e outras complicações do diabetes

Para evitar sequelas, o médico ressalta que o tratamento deve ser imediato. O primeiro passo é submeter o paciente a uma intervenção cirúrgica para tentar reparar totalmente o dano. Analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos também entram em cena para ajudar na recuperação do mecanismo de ereção, alívio da dor e prevenção de infecção.

— Geralmente, o quadro é reversível, mas em alguns casos o homem pode ficar impotente. Costumamos sugerir abstinência sexual de 60 dias para que o homem possa se recuperar totalmente e voltar a ter uma vida normal.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Compartilhe
Transformação do corpo

Dançarina do Legendários diz: “Era doente, me pesava 10 vezes por dia”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Ajude o Pedrinho

Mãe abre o coração e admite "tenho medo de perder meu filho"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Higiene íntima

Cheiro ruim nas partes íntimas? Veja as causas e dicas para driblar o problema

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Publicidade
Compartilhe
  • Últimas de Saúde

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
História de amor

Britânico morre horas depois de se casar em cama de hospital

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Saúde ocular

Ameba "come" olho de jovem que usou lente de contato por seis meses seguidos

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!