Saúde

12/10/2013 às 11h31 (Atualizado em 12/10/2013 às 11h34)

Hematomas no cérebro podem aparecer semanas depois de pancadas

Após cirurgia de Cristina Kirchner, especialista explica que trauma faz cérebro se contrair

Do R7, com Fala Brasil

Presidente se recupera bem da cirurgia Reprodução/Rede Record

Nesta semana, a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi submetida a uma cirurgia para retirar um hematoma no cérebro. O problema surgiu após uma queda, mas só foi diagnosticado quase dois meses depois. De acordo com o neurocirurgião Kunio Suzuki, mesmo após uma pancada sem aparente gravidade é preciso acompanhar com atenção as reações do organismo, pois os sintomas decorrentes do hematoma podem demorar.

Recuperação de Cristina Kirchner é favorável, diz boletim médico

Segundo o especialista, após o trauma o cérebro se contrai e faz com que vasos sanguíneos se rompam, causando hemorragia. Por isso, os primeiros exames podem não demonstrar com precisão a gravidade do caso.

Mega estudo tentará criar "cérebro digital"

Suzuki ressalta que os principais sintomas que indicam um possível hematoma cerebral são dores de cabeça, dormência dos braços ou nas pernas, sensação de peso na cabeça e paralisia de parte do corpo.

Jovem com gigantismo retira tumor no cérebro e passa bem

Ainda de acordo com o neurocirurgião, pessoas acima de 50 anos são mais vulneráveis a esse problema, pois o cérebro diminui, deixando espaços maiores até o crânio.

Veja o vídeo:

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!