Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Saúde

5/2/2013 às 10h18

Médicos alertam população para cuidados básicos com a saúde no carnaval

Uma das principais preocupações deve ser com a hidratação

Da Agência Brasil

Foliões devem beber bastante líquido, não fazer jejum prolongado e manter as condutas de higiene que têm no dia a dia Getty Images

 

O carnaval começa oficialmente na próxima sexta-feira (8), mas vários blocos já vêm arrastando multidões por todo o País desde janeiro. Preocupados com a saúde desses foliões, médicos do Rio de Janeiro fazem um alerta: é preciso não esquecer os cuidados básicos com a saúde nesse período.

O clínico geral Dr. Aloisio Fonseca, do Hospital Universitário Pedro Ernesto e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), destacou que uma das principais preocupações deve ser com a a hidratação porque, mesmo com a chuva, o tempo continua quente.

Exposição ao sol sem protetor solar causa câncer de pele. Saiba como evitar

Ele ressaltou que as pessoas devem beber bastante líquido, não fazer jejum prolongado e manter as condutas de higiene que têm no dia a dia, como por exemplo lavar as mãos antes das refeições, depois de ir ao banheiro, lavar frutas, legumes e verduras antes do consumo. Fonseca salientou que as medidas de higiene contribuem para evitar infecções intestinais, que podem levar à desidratação.

Sexo seguro: fique longe das principais DST´s 

Na hora da alimentação, a recomendação é preferir comer em locais idôneos ou que vendam muita comida, porque significa renovação frequente dos alimentos. Comer em barraquinhas de ambulantes, na rua, “deve ser evitado, dentro do possível”. Caso a necessidade obrigue a se alimentar nesse tipo de serviço, a receita é procurar gente que faça comida a toda hora e “não comer maionese e nada que possa estar feito de um dia para outro”. Na rua, a orientação é comer arroz, salada verde, legumes e frutas. Evitar comidas muito pesadas, para não passar mal depois.

O médico recomenda que se beba água mineral ou filtrada, de preferência. Segundo ele, as bebidas alcoólicas pedem consumo moderado.

— O mínimo possível, sempre, que permita um carnaval gostoso. Principalmente, se for dirigir, é zero (consumo).

Ele lembrou que é muito comum nessa época se ver nas emergências dos hospitais gente alcoolizada, bêbada, que se feriu em brigas e acidentes.

Para os passistas, que muitas vezes desfilam em mais de duas escolas na mesma noite, ele recomendou que a atenção deve ser redobrada. Eles devem “se manter sempre bem hidratados e bem alimentados”. Fonseca lembrou que o uso da camisinha durante o carnaval “é fundamental, para todos, para não serem surpreendidos depois”.

O chefe da Emergência do Hospital Samaritano Dr. Luís Fernando de Barros Correia explicou que os foliões devem ser separados entre os que têm alguma situação clínica de tratamento e aqueles que não têm doença alguma. Para esses, as preocupações são as habituais e envolvem desidratação, queimaduras de sol e efeitos da alimentação nessa época.

O mesmo se aplica às crianças, para as quais os responsáveis devem ter a máxima atenção.

— Só expô-las em ambientes adequados.

Os pais devem evitar levar os filhos a ambientes que sejam cheios demais, em lugares fechados ou abertos. Dar preferência a blocos específicos para crianças. Ou seja, não misturar crianças em blocos de adultos, porque elas podem se machucar ou serem machucadas, “até de maneira inocente, porque as pessoas são adultas e estão pulando em volta. Vai ter bloco, é bloquinho de criança”.

Deve-se evitar usar fantasias muito elaboradas, pesadas ou de material sintético que impeçam as crianças de suar. Os calçados também devem ser adequados. As vestimentas precisam ser leves e de cores claras para permitir a transpiração. Isso se aplica também aos adultos. “Porque a transpiração é o mecanismo natural de refrigeração do nosso corpo”. Além disso, as crianças devem ser mantidas hidratadas e com protetor solar próprio.

Quanto às pessoas que usam medicamentos contínuos, como aqueles para diabetes, pressão alta ou outro problema de saúde, a preocupação dos médicos é que não deixem de tomar o remédio.

— Tem que lembrar de tomar o remédio porque, senão, pode ter uma complicação grave de uma doença crônica que vai ser piorada, porque você está se agitando, está suando, está fazendo exercícios. Principalmente pessoas que têm problema de coração, com pressão alta.

Para todas as pessoas, a recomendação de Luís Fernando Correia é que bebam moderadamente.

— Não adianta encher a cara no primeiro dia e perder o resto do carnaval no hospital ou em casa mesmo, com uma ressaca danada.

Uma vez que bebida faz parte do carnaval, o especialista deu alguns conselhos para esta época do ano.

— Se beber, procure tomar bastante água durante o dia. Tomando água com a bebida ou sempre, você vai evitar ficar bêbado muito rápido e vai evitar a intoxicação pelo álcool também. E, de preferência, beber alimentado, para poder facilitar o funcionamento do corpo.

O médico lembrou que esses são cuidados básicos que as pessoas costumam esquecer no carnaval.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Compartilhe
Transformação do corpo

Dançarina do Legendários diz: “Era doente, me pesava 10 vezes por dia”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Ajude o Pedrinho

Mãe abre o coração e admite "tenho medo de perder meu filho"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Higiene íntima

Cheiro ruim nas partes íntimas? Veja as causas e dicas para driblar o problema

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Publicidade
Compartilhe
  • Últimas de Saúde

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
História de amor

Britânico morre horas depois de se casar em cama de hospital

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Saúde ocular

Ameba "come" olho de jovem que usou lente de contato por seis meses seguidos

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!