Saúde OMS: vacinas ainda são muito boas para evitar quadros graves da Covid-19

OMS: vacinas ainda são muito boas para evitar quadros graves da Covid-19

Com novas subvariantes em circulação, entidade aponta importância da imunização completa e uso de máscara

Agência Estado

Resumindo a Notícia

  • Vacinas não são tão eficazes para evitar infecção
  • Doses completas evitam quadros graves da doença
  • Entidade defende o uso de máscara
  • OMS cita como importante a ventilação nos locais para reduzir o contágio
Vacinas não evitam a infecção por coronavírus, mas previnem quadros graves

Vacinas não evitam a infecção por coronavírus, mas previnem quadros graves

Freepik

Diretor-executivo da OMS (Organização Mundial da Saúde), Mike Ryan afirmou nesta quinta-feira (14) que as vacinas contra a Covid-19 "não são tão eficazes para evitar infecção", diante de novas subvariantes do vírus atualmente em circulação. Ryan enfatizou, porém, que os imunizantes "continuam muito bons para evitar quadros graves" da doença.

A declaração foi dada durante sessão de perguntas e respostas da OMS. Segundo Ryan, as subvariantes atuais mostram-se "mais distantes que seus ancestrais", mas a vacina continua a oferecer proteção elevada contra casos graves.

A entidade ainda voltou a enfatizar a necessidade de uso de máscara, mesmo que muitos governos pelo mundo não defendam mais sua obrigatoriedade. A líder técnica da resposta à pandemia de Covid-19 da OMS, Maria Van Kerkhove, afirmou que o item ainda é "muito importante em locais fechados, em aglomerações". A autoridade também citou a importância de garantir a ventilação de locais para reduzir contágios.

A OMS pede a governos que avaliem os instrumentos à disposição para lidar com os problemas ainda existentes na Covid-19 e se preparar para eventuais crises futuras de saúde.

Casos de Covid-19 aumentam entre crianças no Brasil 

Últimas