Remédio para leucemia em crianças só tem estoque para seis meses

Empresa brasileira que comercializa o produto informou que o fabricante estrangeiro encerrou a produção

  • Saúde
  • Do R7
Laboratório que comercializa medicamento para tratar leucemia informa que o estoque deve acabar nos próximos seis meses
Laboratório que comercializa medicamento para tratar leucemia informa que o estoque deve acabar nos próximos seis meses Getty Images

Crianças e adultos que sofrem de leucemia linfoide aguda (LLA), doença genética adquirida que afeta a medula óssea, podem ficar sem tratamento nos próximos meses. Segundo a diretora técnica Soraia Morais, do laboratório Bagó, empresa brasileira que comercializa o Elspar (L-asparaginase), a previsão é que o estoque atual dure mais seis meses.

— Estamos buscando outras alternativas para não deixar o mercado desabastecido, mas por enquanto não há substituto.

Associação denuncia falta de remédio para leucemia

Consórcio ajuda a reduzir mortes por leucemia

Em nota, o laboratório informou que “está trabalhando no lançamento de uma nova marca de L-Asparaginase no mercado brasileiro, além de, incluir em seu portfólio a erwinase, medicamento para tratamento de LLA para paciente com alergia a asparaginase”. 

O Ministério da Saúde informou, por meio de nota, que vai convocar, na próxima semana, laboratórios públicos e privados (nacionais e internacionais) para que eles apresentem, em caráter de urgência, alternativa para atender a demanda nacional. Em caso de emergência para a saúde pública, o Ministério da Saúde importará o medicamento similar existente.