Bahia Após racismo no Instagram, Tia Má recebe ameaças de morte

Após racismo no Instagram, Tia Má recebe ameaças de morte

Jornalista Maíra Azevêdo denunciou um usuário que a chamou de "monkey" - "macaco", em inglês - durante uma transmissão ao vivo na rede social

  • Bahia | Matheus Pastori, do R7, com RecordTV Itapoan

Maíra Azevêdo, "Tia Má", ficou conhecida na internet por lutar pelos direitos de mulheres e negros

Maíra Azevêdo, "Tia Má", ficou conhecida na internet por lutar pelos direitos de mulheres e negros

Divulgação

A jornalista Maíra Azevêdo, “Tia Má”, divulgou nesta quinta-feira (1º) por meio das redes sociais que, após denunciar um episódio de racismo que sofreu durante uma transmissão ao vivo no Instagram, passou a receber ligações e mensagens com ameaças de morte em seu número de celular pessoal.

Conhecida por lutar pelos direitos das mulheres e dos negros, a jornalista foi chamada de “monkey” – “macaco”, em inglês – por um dos usuários da rede social que assistiam à transmissão das imagens.

Ainda que eu morra, morrerei lutando pelo que eu acredito!

Maíra Azevêdo (Tia Má), jornalista

“O racista não suportou a repercussão do caso, pegou meu contato de trabalho, me ligou e está fazendo ameaças, enviando mensagens para meu celular. A questão é que essa pessoa me ligou e eu salvei o número, vou encaminhar para a polícia!”, diz o texto que Maíra afirma ter encaminhado a todos os seus contatos, por precaução.

Em um print, também encaminhado pela própria vítima, é possível ler uma série de mensagens em que o suposto agressor escreve: “não sabe com quem está falando, pro seu bem me deixe em paz. vou acaba [ sic] com você”.

Jornalista enviou print das ameaças para seus contatos. "Preciso me preservar", disse.

Jornalista enviou print das ameaças para seus contatos. "Preciso me preservar", disse.

Reprodução / WhatsApp

O suspeito prossegue: “vc não passa de hj (...) pode ficar sabendo (...) sua macaca preta [sic]”

“Ainda que eu morra, morrerei lutando pelo que eu acredito! Jamais vou me furtar do meu direito de seguir combatendo as mais diversas formas de discriminação. Não quer ser exposto? Não cometa crimes! Não vai me intimidar com ameaças!”, concluiu Tia Má.

Ao R7 e á RecordTV Itapoan, Maíra Azevêdo confirmou estar prestando uma nova queixa na 1ª Delegacia Territorial (DT) da Polícia Civil, em Salvador, desta vez por conta do crime de ameaça.

Maíra afirmou estar tranquila e diz ter recebido muito apoio de seus fãs e da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos.

Leia mais do R7 Bahia, portal de notícias da RecordTV Itapoan

Últimas