Brasil Baixa procura por atendimento médico e cirurgias eletivas são tema do Estúdio News

Baixa procura por atendimento médico e cirurgias eletivas são tema do Estúdio News

Pacientes deixam de fazer acompanhamento preventivo por medo da pandemia

  • Brasil | Do R7

Gonzalo Vecina, Gustavo Toledo e Raphael Brandão

Gonzalo Vecina, Gustavo Toledo e Raphael Brandão

Divulgação

A diminuição dos atendimentos não emergenciais e a baixa procura da população por exames de rotina por medo de sair de casa, tiveram consequências que começam a surgir.  Os médicos Gonzalo Vecina, sanitarista e professor da FSP-USP e Raphael Brandão, oncologista do Hospital Moriah, alertam sobre a importância de manter tratamentos e realizar exames preventivos, no Estúdio News deste sábado (12), às 22h15.

Vecina enfatiza que a redução de atividade clínicas em hospitais permitiu enfrentar a pandemia sem colapsos em algumas regiões do Brasil, evitando que acontecesse o mesmo que ocorreu na Itália e Espanha, porém doenças cardiovasculares e oncológicas são a maior preocupação.

“Aumentou a mortalidade de pacientes cardiovasculares em casa, em mais de 30%, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia e também estamos perdendo a oportunidade de iniciar dentro do que seria adequado o tratamento de muitos cânceres”.

O médico sanitarista também destaca a importância do SUS e de manter os leitos de UTI criados por conta da pandemia.

“Temos que procurar chegar mais próximo a oferta e demanda de procedimentos de alta complexidade, principalmente na área de cardiologia e de oncologia onde existe um maior desacerto e para isso é necessário que o Ministério da Saúde mantenha a sua capacidade de financiamento que envolve os estados e munícipios também”.

O medo dos pacientes de procurar as instituições de saúde fez com que alguns casos se tornassem mais avançados. Raphael Brandão, diz ter percebido que esse medo tem diminuído, mas que as mudanças nos hábitos de vida podem permanecer pós-covid.

“Esses pacientes ficam com uma rotina modificada, nós seres humanos somos pautados por rotinas e por hábitos e o próprio hábito de não ir ao hospital por um, dois, três, quatro meses, chegando a nove meses, isso sem dúvida alguma vai configurar uma mudança comportamental das pessoas, então serão necessárias campanhas de conscientização da necessidade dos exames preventivos”.

O Estúdio News vai ao ar aos sábados, às 22h15. A Record News é sintonizada pelos canais de TV fechada 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 19 Sky e 134 GVT, além do canal 42.1 em São Paulo e demais canais da TV aberta em todo o Brasil.

Últimas