Brasil Bolsonaro fará 2 pronunciamentos à nação durante posse

Bolsonaro fará 2 pronunciamentos à nação durante posse

Esplanada dos Ministérios deve receber entre 250 e 500 mil pessoas para o evento desta terça-feira (1º)

  • Brasil | Juliana Moraes, do R7

Posse de Bolsonaro tem série de etapas e ritos

Posse de Bolsonaro tem série de etapas e ritos

Adriano Machado/Reuters - 07.11.2018

A posse de Jair Bolsonaro nesta terça-feira (1º) conta com uma série de etapas e ritos para a sessão solene. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, a Esplanada dos Ministérios deve receber de 250 a 500 mil pessoas para a posse. 

O evento, cujo esquema de segurança é um dos maiores da história do Brasil, começa com o desfile do cortejo presidencial da Catedral Metropolitana de Brasília até o Congresso Nacional.

Jair Bolsonaro e sua mulher, Michelle Bolsonaro, saem em cortejo da Catedral de Brasília, passam pela Esplanada dos Ministérios e vão até o Congresso Nacional. O cortejo, tradicionalmente, é feito em carro aberto, um Rolls-Royce, mas ainda não se sabe se o desfile vai ser feito nesse carro ou em um automóvel fechado e blindado.

O vice-presidente eleito, Hamilton Mourão, segue em outro carro, logo atrás, acompanhado da mulher, Paula Mourão. Os Dragões da Independência, que são os policiais em carros, motocicletas e a pé, acompanham os eleitos em direção ao Congresso Nacional.

No início da rampa do Congresso, Bolsonaro e Mourão são recebidos pelos chefes do cerimonial da Câmara e do Senado e serão conduzidos até Rodrigo Maia e Eunício Oliveira. No final da passarela, estarão Dias Toffoli, Raquel Dodge, além de lideranças do Congresso Nacional.

Já dentro do Congresso, as autoridades vão caminhar até o Plenário da Câmara dos Deputados, local em que a posse será realizada.

Eunício, presidente da Mesa do Congresso Nacional, vai abrir a sessão solene e conduzir os trabalhos. A Banda dos Fuzileiros Navais vai tocar o Hino Nacional e, depois disso, Bolsonaro e Mourão vão fazer o juramento de compromisso constitucional e assinar o termo de posse. Presidente e vice vão jurar “manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil”, conforme a declaração prevista pela Constituição Federal.

Depois de empossados, Bolsonaro tem a palavra para fazer um pronunciamento ao país. Ao final da sessão, o presidente desce a rampa do Palácio do Congresso e, já como comandante-chefe das Forças Armadas, vai passar em revista as tropas da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. Ele vai ser homenageado com uma salva de 21 tiros de canhão.

Em seguida, Bolsonaro vai com o carro presidencial até o Palácio do Planalto, para a última parte da cerimônia de posse. Após subir a rampa do Planalto, recebe a faixa presidencial do antecessor e faz pronunciamento.

O último compromisso das autoridades nesta terça é a recepção no Palácio Itamaraty.

Confira abaixo os horários dos ritos da posse

Arte R7
Últimas