Brasil doa mais de R$ 400 mil para Bahamas após furacão Dorian

Governo manifestou pesar ao povo e ao país situado na América Central pela perda de vidas e destruição causada pela passagem do furacão

Furacão deixou 70% das Bahamas debaixo de água

Furacão deixou 70% das Bahamas debaixo de água

Michelle Cove/Trans Island Airways/Reuters

O governo federal manifestou pesar ao povo e ao governo das Bahamas, na América Central, pela perda de vidas e pela destruição causada com a passagem do furacão Dorian. Em nota divulgada nesta quinta-feira pelo Ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro anunciou que irá doar R$ 410 mil (US$ 100 mil) para assistência humanitária à região.  

Na noite de quarta-feira (4), o Ministério da Saúde das Bahamas divulgou que são 20 os mortos pela passagem do furacão, e que com o início das buscas nas casas inundadas, o número de vítimas pode aumentar.

Veja mais: O que se sabe sobre o furacão Dorian, que ameaça a Flórida

O governo brasileiro ressalta que a embaixada do país em Nassau está em estado de alerta para atender qualquer emergência envolvendo cidadãos brasileiros.

Hoje o furacão Dorian voltou à categoria 3 e ainda não dá sinal de enfraquecimento. O furacão atingiu a costa das ilhas das Bahamas com rajadas de vento que atingiram os 295 quilômetros por hora e deixou a ilha de Grande Bahama, que abriga 50 mil pessoas, 70% debaixo de água.