Brasil Conflito armado deixa indígenas e garimpeiros baleados em Roraima

Conflito armado deixa indígenas e garimpeiros baleados em Roraima

Tiroteio ocorreu em terra indígena Yanomami, após sete barcos de garimpeiros atracarem no local. Cinco pessoas ficaram feridas

Agência Estado
Indígenas da etnia Yanomami: segundo relatos, conflito aberto teria durado cerca de meia hora

Indígenas da etnia Yanomami: segundo relatos, conflito aberto teria durado cerca de meia hora

Adriano Machado/Reuters - 01.07.2020

Um conflito armado ocorrido na em uma terra indígena Yanomami, em Roraima, nesta segunda-feira (10), deixou indígenas e garimpeiros baleados. As informações foram divulgadas pela Associação Yanomami Hutukara.

Em relato enviado à Frente de Proteção Etnoambiental Yanomami da Funai, além da Superintendência da Polícia Federal em Roraima, Exército e Ministério Público Federal em Roraima, a associação afirma que recebeu a informação na manhã desta segunda-feira sobre tiroteio na comunidade de Palimiu, localizada na terra indígena.

As informações são de que sete barcos de garimpeiros teriam atracado na área por volta das 11h30 e atacado indígenas da comunidade, quando teve início um tiroteio no local em conflito aberto, por cerca de meia hora.

Vingança

"Quatro indivíduos garimpeiros foram baleados, e outro indígena, de raspão. As embarcações dos garimpeiros saíram para a proximidade e ameaçaram voltar para vingança por volta das 12h30", afirma a associação, que pediu apoio às instituições. "Solicitamos aos órgãos que atuem com urgência para impedir a continuidade da espiral de violência no local e garantir a segurança para a comunidade Yanomami de Palimiu."

O documento é assinado pelo vice-presidente da Associação Yanomami Hutukara, Dário Vitório kopenawa Yanomami. Procurada, a Funai ainda não se manifestou sobre o assunto.

Últimas