Brasil Demanda de caminhoneiros não se limita a preço do diesel, diz Tarcísio

Demanda de caminhoneiros não se limita a preço do diesel, diz Tarcísio

Ministro afirma que o governo tem investido em infraestrutura rodoviária para reduzir custos e dar maior segurança à categoria

Agência Estado
Tarcísio de Freitas disse que os caminhoneiros são importantes para o desenvolvimento da economia

Tarcísio de Freitas disse que os caminhoneiros são importantes para o desenvolvimento da economia

Marcelo Gonçalves/Folhapress – 05.03.2021

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse nesta terça-feira (9) que o governo tem buscado atender às demandas dos caminhoneiros, categoria importante para o desenvolvimento da economia, mas que o pleito da categoria não se restringe ao preço do diesel.

De acordo com o ministro, por ter essa consciência, o governo tem investido em infraestrutura rodoviária para reduzir os custos e proporcionar maior segurança aos motoristas de caminhão. Citou o projeto de privatização da Rodovia Presidente Dutra, via de acesso que liga São Paulo ao Rio de Janeiro.

Leia também: Nova tabela aumenta valor do frete para caminhoneiros

Na Nova Dutra, disse Tarcísio, haverá quatro pistas nos trechos de serra, investimentos em postos operacionais, iluminação com lâmpadas de led na via e sinalizadores de acidentes na pistas a cada 500 metros.

"Temos feito investimentos e o preço médio do frete agrícola tem caído", disse o ministro durante live sobre infraestrutura.

De acordo com ele, a privatização da Nova Dutra será a maior do Ministério da Infraestrutura e receberá investimentos da ordem de R$ 14 bilhões. Tarcísio disse ainda que os caminhoneiros passarão a receber seus fretes via PIX, sistema de pagamento instantâneo do Banco Central e serão todos bancarizados.

Variações cambiais

O ministro também citou o leilão da Rodovia 153 que liga Goiás ao Tocantins, previsto para o próximo dia 29 e disse que o leilão já contará com o mecanismo de amortecimento das variações cambiais sobre o preço.

Leia também: Governo destina R$ 275 mi para rodovias afetadas por chuvas

Ele também citou o leilão do Porto do Espírito Santo e disse que este será o teste para as concessões portuárias e disse ainda que o projeto de privatização do Porto de Santos está bem avançado.

Últimas