Brasil "Depois que eu fui preso, o Brasil piorou", afirma Lula após ser solto

"Depois que eu fui preso, o Brasil piorou", afirma Lula após ser solto

Condenado em duas instâncias pelo caso do triplex no Guarujá, o ex-presidente passou 580 dias atrás das grades

Lula

"Vocês foram o alimento para eu resistir", diz Lula a aliados

"Vocês foram o alimento para eu resistir", diz Lula a aliados

Giuliano Gomes/Estadão Conteúdo – 8.11.2019

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou nesta sexta-feira (8) a apoiadores, minutos após deixar a prisão em Curitiba. Na fala, o petista agradeceu a presença dos apoiadores, criticou a Operação Lava Jato destacou que o Brasil piorou depois da sua prisão.

"Depois que eu fui preso, o Brasil piorou. O povo tá passando mais fome. O povo está desempregado, não tem careira assinado. O povo tá trabalhando sem o menor respeito", avaliou o ex-presidente.

A fala de Lula faz referência a dados divulgados recentemente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que apontaram para o nível recorde de pessoas vivendo em condições de miséria no ano passado.

Lula ainda agradeceu a presença dos vigilantes que o acompanharam durante os 580 dias em frente à Polícia Federal do Paraná. "Todo santo dia vocês eram o alimento da democracia que eu precisava para resistir", disse Lula ao público estimado em 2.000 pessoas.

Leia mais: Entenda os processos e acusações que pesam contra Lula

"Companheiros, vocês não têm dimensão do significado que eu estar aqui junto com vocês. Minha vida inteira estive conversando com o povo brasileiro e não pensei que hoje poderia estar aqui coinversando com homens e mulheres que, durante 580 dias, gritaram 'bom dia, Lula, boa tarde, Lula, boa noite, Lula'", destacou.

Veja também: #LulaLivre é o assunto mais comentado do mundo na web

O petista também não poupou críticas aos integrantes da Operação Lava Jato, que o colocaram atrás das grades. "Se pegar o [Deltan] Dallagnol, o [Sérgio] Moro e alguns delegados colocar um dentro do outro e bater no liquidificado, o que sobrar não é 10% da honestidade que eu represento”, esbravejou Lula, que chamou de "lado podre" da Justiça a Polícia Federal, o Ministério Público e a Receita Federal.

O ex-presidente ainda aproveitou a saída da prisão para apresentar a namorada, a socióloga Rosângela Silva. "Eu consegui a proeza de arrumar uma namorada preso", brincou o ex-presidente.