Brasil Deputado pede urgência para projeto sobre vacina a jornalistas

Deputado pede urgência para projeto sobre vacina a jornalistas

Proposta de Hildo Rocha (MDB-MA) prevê que profissionais de imprensa sejam incluídos no Plano Nacional de Imunização

Deputado Hildo Rocha: 'Se houvesse rapidez nas comissões, o projeto passaria em pouco tempo'

Deputado Hildo Rocha: 'Se houvesse rapidez nas comissões, o projeto passaria em pouco tempo'

Will Shutter/Câmara dos Deputados

O deputado Hildo Rocha (MDB-MA) apresentou requerimento de urgência ao projeto de lei 711/2021, que dispõe sobre a inclusão de jornalistas no grupo prioritário para vacinação contra a covid-19. Atualmente, a proposta está parada na Comissão de Seguridade Social e Família, aguardando relatoria.

"O problema é que há vários pedidos de urgência para serem votados pelo plenário, então temos que aguardar", diz o deputado. Outra opção seria pressionar os integrantes das comissões para agilizar a tramitação. "Se houvesse rapidez nas comissões, o projeto passaria em pouco tempo." Como a proposta é conclusiva pelas comissões, não será preciso levá-la a plenário.

Apresentado no início de março, o projeto traz, em sua justificativa, a importância do papel da imprensa:   O preço pela informação em primeira mão, muitas vezes, foi estar em zonas de conflito armado, ou de contaminação ativa de doenças. E, mesmo sujeitos a todos esses riscos, esses profissionais persistiram em seu ofício. Graças a eles, a sociedade tem acesso a informações para a defesa dos seus direitos".

Leia também: Brasil é o país com mais mortes de jornalistas por covid-19 no mundo, aponta levantamento

"As atividades e os serviços executados pelo profissional de imprensa são essenciais", diz a justificativa do projeto. E acrescenta: "Para vencermos a pandemia, é preciso que haja transparência e publicização de dados. É necessário, assim, que tenhamos uma imprensa fortalecida e protegida".

Projeto apensado

Ao projeto de Hildo Rocha foi apensada outra proposta semelhante, apresentada em abril pelo deputado Dagoberto Nogueira (PDT-MS). Em live de que participou na noite de quarta-feira (9), Nogueira afirmou que são os jornalistas que dão um norte e orientam a população. "Para isso, se colocam em risco diariamente. É imprescindível que sejam imunizados", disse.

Também na quarta-feira (9), a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) entrou com uma ação civil pública contra a União no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). A entidade reivindica a revisão do Plano Nacional de Imunização (PNI) e a inclusão dos profissionais de imprensa nos grupos prioritários de vacinação. No mês passado, a federação montou uma campanha online para pressionar o governo federal com relação à pauta.

Últimas