Brasil Em entrevista, Temer descarta risco de perder mandato

Em entrevista, Temer descarta risco de perder mandato

Presidente afirma que todas as doações recebidas por sua campanha foram legais

  • Brasil

Temer também rebateu declarações dadas na delação premiada do ex-presidente da Odebrecht

Temer também rebateu declarações dadas na delação premiada do ex-presidente da Odebrecht

6/4/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

O presidente Michel Temer (PMDB) refutou a possibilidade de perder o mandato no processo que corre na Justiça Eleitoral contra a chapa vencedora das eleições de 2014, formada por ele e a ex-presidente Dilma Rousseff. O relato do presidente do publicado neste sábado (22), pela agência de notícias Efe.

Ao salientar que todas as doações recebidas por sua campanha foram legais, Temer disse esperar que o caso seja julgado como improcedente e, a menos de dois anos de encerrar o mandato, assinalou que recursos devem prolongar o processo até a decisão final.

— Não sei qual será a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas ela vai demandar recursos, tanto internamente no tribunal como seguramente para o Supremo Tribunal Federal (STF), [...] Ou seja, há ainda um longo percurso processual a percorrer. Então, na pior das hipóteses, se houver, digamos assim, a anulação da chapa, a cassação da chapa, haverá recurso.

Ele rebateu ainda as declarações dadas na delação premiada do ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht de que todos políticos eleitos a cargo público no Brasil foram financiados com dinheiro de caixa 2. Temer disse ainda conhecer "muitos" políticos que não utilizaram tais métodos. 

— É uma opinião da Odebrecht. A Odebrecht é que acha que todos os políticos se serviram do caixa 2. Aliás, ao assim se manifestarem, dizem que eles são os produtores do caixa 2.

Últimas