Empresa dona de navio suspeito diz que não foi procurada pelo Brasil

A Delta Tankers afirmou em comunicado que ainda não foi contatada pelas autoridades brasileiras em relação à investigação

Navio Bouboulina, suspeito do derramamento de óleo no Nordeste

Navio Bouboulina, suspeito do derramamento de óleo no Nordeste

Reprodução

A empresa Delta Tankers Ltd disse nesta sexta-feira (1º) que não foi procurada por autoridades brasileiras que investigam o derramamento do petróleo que atingiu praias na Região Nordeste do Brasil.

Leia também: Entenda de onde veio e para onde foi o Bouboulina

Investigadores disseram nesta sexta que um navio de bandeira grega carregado de petróleo venezuelano é suspeito de ser a fonte do óleo que tem aparecido em várias praias nordestinas desde o início de setembro.

Embora o Ministério Público Federal e a Polícia Federal não tenham divulgado o nome do navio, um documento obtido pela Reuters mostrou que o navio é o Bouboulina, de propriedade da Delta Tankers.

“Nem a Delta Tankers nem o navio foram contatados pelas autoridades brasileiras em relação à investigação”, disse a companhia em comunicado.