Brasil Estúdio News: especialistas explicam impactos da Reforma Tributária na vida dos brasileiros

Estúdio News: especialistas explicam impactos da Reforma Tributária na vida dos brasileiros

Antonio Carlos de Almeida Amêndola, Gustavo Toledo e Marina Figueiredo

Antonio Carlos de Almeida Amêndola, Gustavo Toledo e Marina Figueiredo

Divulgação

Especialistas acreditam que a reforma tributária fatiada pode ser mais vantajosa, pois envolve poucos tributos instituídos pela União, estados e munícipios.  A advogada e professora do IBET - Instituto Brasileiro de Estudos Tributários, Marina Figueiredo, explica que isso torna a compatibilização de interesses mais fácil, e talvez diante do momento e do pouco tempo disponível, próximo a eleição de 2022, seja a única forma de aprovar algo, o único caminho.

Antonio Carlos de Almeida Amêndola, advogado tributarista e conselheiro da AASP – Associação dos Advogados de São Paulo, destaca que muito embora se afirme que seja uma reforma, na verdade é como se fosse a refundação do sistema tributário e que de uma forma ou de outra haverá aumento de arrecadação.

“O governo tem as contas dele a pagar, os investimentos a fazer e os problemas sociais a cumprir, portanto ele tem uma conta e vai buscar manter o equilíbrio dela, o que é natural. O que não pode ser feito a pretexto de uma simplificação é onerar, sem uma discussão clara, aberta e nos detalhes, alguns setores em detrimento de outros. Acredito que o que possivelmente vai acontecer é uma reacomodação de carga tributária, saindo alguns vencedores e outros perdedores dessa história toda. ”

“Sempre que falamos em reforma tributária pensamos em redução ou simplificação e não necessariamente é isso que acontece, o ideal seria no mínimo uma racionalização. A reforma tributária pode implicar em uma redução para determinados setores, mas certamente isso vai impactar em outros, então o que diminui para um, vai aumentar em outro lugar”, enfatiza Marina.

O Estúdio News vai ao ar aos sábados, às 22h15. A Record News é sintonizada pelos canais de TV fechada 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 19 Sky e 134 GVT, além do canal 42.1 em São Paulo e demais canais da TV aberta em todo o Brasil.

Últimas