Brasil Ex-diretora-geral é cotada para retornar ao comando da PRF

Ex-diretora-geral é cotada para retornar ao comando da PRF

Definição do futuro ministro da Justiça e da Segurança Pública deve ficar para a próxima semana

Agência Estado
Ligação de Maria Alice com o atual governo é motivo de resistência

Ligação de Maria Alice com o atual governo é motivo de resistência

José Cruz/Agência Brasil - 30.6.2015

A lista de opções do futuro ministro da Justiça e da Segurança Pública, Flávio Dino, para o comando da PRF (Polícia Rodoviária Federal) tem uma mulher e nomes ligados ao seu partido, o PSB. A definição deve ficar para a próxima semana, apesar da pressão para que o escolhido comece a atuar quanto antes.

Uma das cotadas é Maria Alice Nascimento Souza. Ex-superintendente no Paraná, ela ocupou o cargo de diretora-geral da PRF entre 2011 e 2017. Foi a primeira mulher a chegar ao posto, por escolha do então ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Nos governos de Michel Temer (MDB) e de Jair Bolsonaro (PL), ela ocupou função de confiança na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Deixou o cargo no ano passado. A ligação de Maria Alice com o atual governo é motivo de resistência ao nome dela.

Também estão cotados Edmar Camata, secretário de Controle e Transparência do Governo do Espírito Santo; Diego Patriota, neto do deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE); e o policial Fabrício Rosa, fundador do grupo Policiais Antifascistas.

Últimas