Brasil Explosão em navio da Petrobras não derramou óleo no mar, diz ANP

Explosão em navio da Petrobras não derramou óleo no mar, diz ANP

Um total de 31 pessoas está embarcada no navio-plataforma FPSO CDSM

Explosão em navio da Petrobras não derramou óleo no mar, diz ANP

O acidente no navio-plataforma FPSO Cidade de São Mateus não provocou derramamento de óleo no mar, informou nesta quarta-feira (11) a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

Segundo a agência, o acidente aconteceu por volta das 12h50, quando havia 74 pessoas embarcadas. A ANP foi comunicada do incidente uma hora depois.

A agência informa que ocorreu uma explosão na casa de bombas. O fogo foi controlado e a plataforma já está estabilizada, diz a ANP, sem esclarecer, no entanto, quanto tempo levou até a situação se normalizar.

Citando a Petrobras, a ANP informa que foram confirmados três óbitos e dez feridos. Um total de “33 pessoas foram desembarcadas, enquanto outras 31 permanecem a bordo, dentre as quais seis permanecem desaparecidas”, diz a nota da agência de petróleo.

Relembre os principais acidentes em refinarias brasileiras

A FPSO CDSM está localizada no litoral no Espírito Santo, a 40 km da costa, e atende aos campos de Camarupim e Camarupim Norte.  

A plataforma produz 2,250 milhões de m³ de gás por dia e 350 m³ de óleo por dia. A produção de gás é escoada por meio de um duto para terra.

“A ANP está mandando, hoje, duas equipes para acompanhar a investigação do acidente. Uma irá para a sala de crise da Petrobras, no Rio de Janeiro, e a outra embarcará na FPSO”, diz a nota.

A agência esclarece também que a embarcação “recebeu declaração de conformidade da Marinha em 2015 e a ANP fez uma atualização de documentação marítima em setembro de 2014”.