Brasil Governo inclui mais três florestas nacionais em plano de privatização 

Governo inclui mais três florestas nacionais em plano de privatização 

Em abril deste ano, conselho do PPI autorizou concessão dos biomas de Canela e São Francisco de Paula, ambos no RS

  • Brasil | Do R7

Floresta de Três Barras, perto da privatização

Floresta de Três Barras, perto da privatização

Facebook/ Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro publicou no Diário Oficial da União desta terça-feira (29) a inclusão de três florestas nacionais no projeto de desestatização do governo federal.

Entram no PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) a Floresta Nacional de Três Barras e de Chapecó, localizadas no Estado de Santa Catarina; e a Floresta Nacional de Irati, no Paraná.

Em fevereiro de 2020, outras três florestas do Amazonas (Humaitá, Iquiri e Castanho) entraram na lista de possíveis concessões do governo.

Em abril deste ano, o Conselho do PPPI aprovou a concessão das florestas nacionais de Canela (RS) e São Francisco de Paula (RS).

Segundo o decreto desta terça, caberá ao Serviço Florestal Brasileiro do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, na qualidade de órgão gestor das florestas nacionais, a responsabilidade de disciplinar e conduzir o processo de outorga da concessão.

Últimas