Justiça decreta prisão de militar preso com drogas na Espanha

Homem foi detido com 39 quilos de cocaína em sua mala no aeroporto de Sevilha nesta terça-feira (25)

Ministério afirma que "repudia atos desta natureza"

Ministério afirma que "repudia atos desta natureza"

Sargento Johnson/Força Aérea Brasileira

A Justiça espanhola determinou a prisão do militar da Aeronáutica detido com 39 quilos de cocaína em sua mala no aeroporto de Sevilha, na Espanha, nesta quarta-feira (26). A informação é do jornal Diário de Sevilla. 

O tribunal de instrução 11 expediu o pedido de prisão provisória do militar, comunicada e sem fiança. 

O sargento da FAB (Força Aérea Brasileira) integrava a comitiva de 21 militares que partiu de Brasília com destino a Tóquio, no Japão, e fez escala no aeroporto de Sevilha. 

Fontes do TSJA (Superior Tribunal de Justiça da Andaluzia) explicaram que o militar é investigado por um suposto crime de saúde pública. A Guarda Civil apura se a droga foi destinada à capital da Andaluzia.

Na terça, o Ministério da Defesa emitiu uma nota afirmando que determinou a instauração de um IPM (Inquérito Policial Militar) e que "repudia atos desta natureza".

Leia a nota na íntegra: 

"O Ministério da Defesa informa que, nesta terça-feira (25), foi detido no aeroporto de Sevilha, Espanha, um militar da Aeronáutica por suspeita de envolvimento no transporte de substância entorpecente.

Os fatos estão sendo apurados e foi determinada a instauração do Inquérito Policial Militar (IPM).

O Ministério da Defesa e o Comando da Aeronáutica repudiam atos dessa natureza e darão prioridade para elucidação do caso, aplicação dos regulamentos cabíveis, bem como colaboram com as autoridades".