'Moro não era ministro, era espião', diz Eduardo Bolsonaro

Deputado falou sobre depoimento que ex-ministro prestou à PF na tarde de sábado (2), que durou oito horas

Eduardo Bolsonaro fez comentário no Twitter

Eduardo Bolsonaro fez comentário no Twitter

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

O deputado federal Eduardo Bolsonaro falou, neste domingo (3) no Twitter, sobre o depoimento que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro prestou à PF (Polícia Federal) no sábado (2). 

"Moro não era ministro, era espião", escreveu Eduardo. Segundo o deputado, "realmente é preciso muito tempo dando depoimentos a delegados amigos para ver se acham algo contra Bolsonaro".

O depoimento de Moro durou cerca de oito horas e o ex-ministro foi interrogado por delegados da PF e representantes da PGR (Procuradoria-Geral da República). 

Acredita-se que Moro tenha apresentado provas que sustentem suas acusações contra o presidente, como e-mails, áudios e trocas de mensagens. Em pronunciamento de demissão, Moro acusou Bolsonaro de interferência na PF com a troca de Maurício Valeixo da chefia da corporação.