Brasil Operações prendem mais de 120 por exploração infantil nas estradas

Operações prendem mais de 120 por exploração infantil nas estradas

Campanhas deflagradas nas rodovias do país pela PRF e pela Polícia Militar de diferentes estados e do DF resgataram 67 crianças

  • Brasil | Do R7

Operação Oneesca IV, realizada pela Polícia Rodoviária Federal, deteve mais de 40 pessoas

Operação Oneesca IV, realizada pela Polícia Rodoviária Federal, deteve mais de 40 pessoas

Divulgação

Mais de 120 pessoas foram detidas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pela Polícia Militar de diferentes estados e do Distrito Federal nas operações Oneesca IV e Parador 27, respectivamente. As diligências tinham como objetivo combater a exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias do país, além de buscar pontos de exploração e vulnerabilidade desse público. No total, 67 menores foram resgatados. Os resultados das duas operações foram divulgados nesta sexta-feira (28) pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

De acordo com o ministério, o mês de maio foi escolhido por fazer alusão ao combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. “É um crime inaceitável, e que pode causar impactos irreversíveis. A proteção de crianças e adolescentes é prioridade no governo do presidente Bolsonaro”, ressaltou o ministro Anderson Torres.

A Operação Oneesca IV, realizada pela Polícia Rodoviária Federal, teve início no dia 14 deste mês. Mais de 40 pessoas já foram detidas e 31 menores resgatados - sendo 10 em situação de efetiva exploração sexual e 21 em situação de vulnerabilidade. No total, 1.109 locais foram fiscalizados.

Nas rodovias estaduais, a Polícia Militar das unidades da federação deflagraram a Operação
Parador 27, com a articulação da Secretaria de Operações Integradas (Seopi). Foi a primeira vez que as polícias militares atuaram em uma operação rodoviária de forma simultânea. Até esta sexta (28), foram detidas 82 pessoas. Foram resgatados 36 menores foram resgatados e 1.508 locais foram fiscalizados em todo o país.

Canais para denunciar

As denúncias sobre exploração sexual infantil podem ser feitas por meio do Disque 100, Disque 191 e do Ligue 180 de forma gratuitas. O denunciante não precisa se identificar. Qualquer pessoa pode acionar o serviço, que funciona diariamente, 24 horas. Entre os grupos atendidos pelo Disque 100, estão crianças e adolescentes, pessoas idosas, pessoas com deficiência. Já as denúncias de violência contra a mulher são registradas pelo Ligue 180.

Últimas